ativismo X advocacy, uma distinção necessária

NAS ÚLTIMAS DÉCADAS, MOVIMENTOS SOCIAIS PROFISSIONALIZARAM-SE. MUDARAM DE FEIÇÃO.

 

“Lobby do bem“. é assim que um texto no site do Ipea, que pode ser lido nesse texto aqui.

Mas o texto mistura um pouco as formas de advocay com os ativismos.

Ativismos diversos conhecemos: pessoas organizam-se em torno duma pauta, duma bandeira, doam seu tempo por conta de alguma luta qualquer.

Advocay é parecido, mas não igual. Não é advocacia,, advogar. Em inglês, advogado é lawyer, palavra que tem como radical law, lei.

Ad vocare, no latim, é falar por. Nero é o imperador romano que regulamenta a profissão daqueles que, nas portas dos fóruns romanos, ofereciam seus serviços de auxílio na defesa dos interesses dos cidadãos que ali iam em busca de justiça.

Anglo-saxões usam o termo advocacy no sentido de falar por. Defender algo para alguém. Uma nova forma, e sem a carga negativa, daquele trabalho que lá naquele mundo é regulamentado: a pressão que se fazia nas antessalas, nos corredores, sobre autoridades diversas: pressões nos lobbies.

Historicamente essas pressões eram sobre propostas não muito bem vistas, como o lobby da indústria das armas, nos EUA. Continuar lendo

Anúncios

CICLISTA, SE NÃO QUER SER ROUBADO/A, NIVELE POR BAIXO.

esqueça proteção policial. a polícia de SP está à míngua. há muito tempo não contratam delegados, os investigadores estão assoberbados. PMs são caçados pela facção, então não sobra ninguém pra olhar por você. aprenda a não chamar atenção.

a conhecida imagem de um roubo acontecido na Rodovia dos Imigrantes, anos atrás.

Vamos falar de roubos? Roubo não é furto. Se levam embora sua bicicleta presa com uma U-lock, é furto. Vamos falar daquela situação em que você é derrubado/a da bicicleta, pra lhe levarem embora a magrela. Daquela situação na qual lhe apontam uma arma. Ou você toma um tiro. Ou lhe derrubam na frente dum caminhão e você morre, como fizeram com um dileto amigo meu.

O fato é que temos que aceitar que estamos abandonados, à própria conta. Então se trata de esperteza não chamar atenção. Não que se deva culpabilizar a vítima por ter sido assaltada, pois há dois absurdos na cena: o assalto em si e a inação, a omissão do Governo do Estado na sua proteção. Continuar lendo

O ATENTADO DA RUA AUGUSTA E A CARROLATRIA

25 de junho de 2017. Rua Augusta, fechada para o trânsito. Milhares de skatistas descendo, quando um carro sobe em alta velocidade em zigue-zague atopelando-os. Um atentado contra os não-motorizados.

Ecosport, EJE-4700. Um skatista se agarrando ao capô, outro sendo atropelado. Testemunhas dizem que ele ziegue-zaveava em direção aos skatistas.

Domingo, 26 de junho de 2017. Avenida Paulista e ruas laterais fechadas para um evento, o Skate Day.

Milhares de skatistas desciam a Rua Augusta, fechada para o trânsito de veículos automotores. Veja na reportagem abaixo o vídeo com o agente de trânsito acompanhando o evento quando o motorista passa atropelando todos. Qual o porquê dessa ação, desse crime? Continuar lendo

26!

vinte e seis polegadas. aro 26. roda de MTB. o tamanho de roda que revolucionou o uso das bicicletas ao redor do mundo.

Breeze #!, a primeira MTB de todos os tempos!

eram os anos 70 do século XX.

imagine só. um bando de ciclistas doidos – coisa pra lá de comum, né? – resolve fazer aquilo que muita gente gosta de fazer em bicicleta: se divertir longe de casa. e claro, o que resolveram fazer? foram pro mato, pros morros. foram se divertir fazendo um troço que todo mundo que gosta de bicicleta adora fazer: pegar uma descidona!

e aí, quem já pegou buraco, toco, pedra e o escambau já aprendeu como é importante que as rodas sejam resistentes. e o que havia de resistente naquela época, disponível a esse bando de doidos? Continuar lendo

RECLINADAS: GEOMETRIAS

atendendo a demanda dum colega ciclista, uma pequena descrição das variações das geometrias de bicicletas reclinadas.

no PBP-2015: low racer, tração dianteira. alguma dúvida acerca do conforto e velocidade dessa bicicleta?

bicicletas reclinadas têm variações gigantescas de geometrias. muito mais que as bicicletas com quadro diamante (“diamond frame”, DF), que são o padrão das bicicletas de montar, comuns.

isso deixa muita gente confusa, então vamos mostrar um pouco essa variação. Continuar lendo

GUIDÕES DE RECLINADAS!

bicicletas reclinadas tem ua gama de geometrias infinitamente maior que as bicicletas comuns. mas podemos ver alguns tipos de guidão, que variam bastante.

bicicleta Easy Racers Ti Rush. quadro em titânio, guidão por cima e de direção direta.

bicicletas reclinadas são pouco comuns. proibidas pela UCI em 1934 para suas competições, tiveram desenvolvimento paralelo e menos difundido. mas não deixaram de apresentar uma variação fantástica de geometrias.

seus guidões pode estar em basicamente duas posições por cima ou por baixo do seu quadril. e podem ser guidões de direção direta ou indireta. vamos entender como funcionam as coisas? Continuar lendo

SPEEDS COM GUIDÃO RETO, A DELICIOSA HERESIA!

NO MERCADO EXTERIOR, ESSA BICICLETAS JÁ TEM SEGMENTO PRÓPRIO. AQUI NO BRASIL, POR IGNORÂNCIA, SÃO VISTAS COMO HERESIA.

um belo dia lá pelos anos 70 ou 80, alguém resolveu tirar o guidão drop, típico das estradeiras por motivos de legislação da UCI, e colocar um guidão reto, para ter mais manobrabilidade no trânsito da cidade.

Cannondale Bad Boy 2 2017, uma legítima descendente das primeiras estradeiras com guidão reto.

como tinham surgido as MTBs e seus trocadores no guidão, basicamente alavancas de quadro adaptadas, e esses trocadores não era indexados, ficou fácil adaptar naquelas estradeiras. Continuar lendo