Arquivo da categoria: técnica

HORÁRIO DE VERÃO: pode piorar ou melhorar seu pedal, entenda.

diversos países possuem horários de verão, mas não se deve confundir com mudança de fuso horário. na verdade par ao corpo é pior que mudar de fuso.

Rolex GMT MAster 1954, ref 6542. Feito por encomenda da Pan-Am para seus pilotos no início da era do jato, primeiro relógio a mostrar 2 e até 3 zonas de tempo simultaneamente. Da época que Rolex era relógio rústico, sem charme, um “tool-watch” como o atual G-Shock da Casio, e não como é hoje:  um símbolo de status com uma tecnologia ultrapassada. Charmosos mas menos precisos que um reloginho a quartz baratinho.

Em inglês, “Daylight Saving Time“. alguns relógios, como um G-Shock que tenho, tem essa opção: aciona a opção,relógio automaticamente pula uma hora  pra frente. Mas com  o corpo não é tão simples, e não é simplesmente como adaptar-se a novo fuso horário, pois o corpo usa outro relógio: o relógio de sol.

A glândula pineal é a responsável pelos ciclos de sono e outros ciclos do corpo durante o dia, ou seja, pelo ciclo circadiano. Ela reage à luz. Continuar lendo

Anúncios

26!

vinte e seis polegadas. aro 26. roda de MTB. o tamanho de roda que revolucionou o uso das bicicletas ao redor do mundo.

Breeze #!, a primeira MTB de todos os tempos!

eram os anos 70 do século XX.

imagine só. um bando de ciclistas doidos – coisa pra lá de comum, né? – resolve fazer aquilo que muita gente gosta de fazer em bicicleta: se divertir longe de casa. e claro, o que resolveram fazer? foram pro mato, pros morros. foram se divertir fazendo um troço que todo mundo que gosta de bicicleta adora fazer: pegar uma descidona!

e aí, quem já pegou buraco, toco, pedra e o escambau já aprendeu como é importante que as rodas sejam resistentes. e o que havia de resistente naquela época, disponível a esse bando de doidos? Continuar lendo

RECLINADAS: GEOMETRIAS

atendendo a demanda dum colega ciclista, uma pequena descrição das variações das geometrias de bicicletas reclinadas.

no PBP-2015: low racer, tração dianteira. alguma dúvida acerca do conforto e velocidade dessa bicicleta?

bicicletas reclinadas têm variações gigantescas de geometrias. muito mais que as bicicletas com quadro diamante (“diamond frame”, DF), que são o padrão das bicicletas de montar, comuns.

isso deixa muita gente confusa, então vamos mostrar um pouco essa variação. Continuar lendo

GUIDÕES DE RECLINADAS!

bicicletas reclinadas tem ua gama de geometrias infinitamente maior que as bicicletas comuns. mas podemos ver alguns tipos de guidão, que variam bastante.

bicicleta Easy Racers Ti Rush. quadro em titânio, guidão por cima e de direção direta.

bicicletas reclinadas são pouco comuns. proibidas pela UCI em 1934 para suas competições, tiveram desenvolvimento paralelo e menos difundido. mas não deixaram de apresentar uma variação fantástica de geometrias.

seus guidões pode estar em basicamente duas posições por cima ou por baixo do seu quadril. e podem ser guidões de direção direta ou indireta. vamos entender como funcionam as coisas? Continuar lendo

SPEEDS COM GUIDÃO RETO, A DELICIOSA HERESIA!

NO MERCADO EXTERIOR, ESSA BICICLETAS JÁ TEM SEGMENTO PRÓPRIO. AQUI NO BRASIL, POR IGNORÂNCIA, SÃO VISTAS COMO HERESIA.

um belo dia lá pelos anos 70 ou 80, alguém resolveu tirar o guidão drop, típico das estradeiras por motivos de legislação da UCI, e colocar um guidão reto, para ter mais manobrabilidade no trânsito da cidade.

Cannondale Bad Boy 2 2017, uma legítima descendente das primeiras estradeiras com guidão reto.

como tinham surgido as MTBs e seus trocadores no guidão, basicamente alavancas de quadro adaptadas, e esses trocadores não era indexados, ficou fácil adaptar naquelas estradeiras. Continuar lendo

Cubo de 3 marchas internas!

Cubo de 3 marchas internas… Shimano Nexus, Sturmey-archer, Sram t3… Dá pra montar em um monte de configurações, experimente!

Cubo Shimano Nexus para freios a disco.

Cubo Shimano Nexus para freios a disco.

Assim, bicicletas compartilhadas do Iaú que chegaram no Brasil usam cubos de 3 marchas internas. Outras bicicletas compartilhadas ao redor do mundo usam esses cubos.

Na verdade, uma variedade incrível de bicicletas na história usam cubos de 3 marchas, cujo projeto inicial remonta ao início do século XX. Eles funcionam muito bem em quadros com gancheira horizontal, que são os quadros usados em bicicleta de marcha única, mais simples, vendidas por aí.

É, já pensou? Colocar 3 marchas na sua Barra Circular, na sua antiga Monark Brisa, Monaretta, Berlinetta, Barra Forte… Ou naquela dobrável que veio sem marchas? Continuar lendo

Até onde teria chegado a tecnologia das bicicletas de rua, se a UCI não atrapalhasse tanto?

é inegável que a tecnologia das pistas chega às ruas. não só a tecnologia,mas a estética também. e nesse aspecto, a UCI tem agido como um freio de mão puxado, barrando grandes inovações. vejamos algumas.

"Old Faithful", bicicleta que Graeme Obree usou em seu recorde da hora, leiloada em 214 noe-bay, atingindo10 mil libras.

“Old Faithful”, bicicleta que Graeme Obree usou em seu recorde da hora, leiloada em 214 noe-bay, atingindo10 mil libras.

Você talvez já tenha lido ou ouvido falar de Graeme Obree, o “escocês voador”, cuja história de recordes, anulados pela Union Cycliste Internationale, que considerou sua inovadora bicicleta, “Old Faithful” ilegal. Veja o filme, “O Escocês Voador”.  Assista e tenha uma vaga ideia do que a UCI tem feito pra impedir grandes inovações.

Continuar lendo