Arquivo da categoria: competição

cultura da bicicleta: o tripé

no brasil engatinha uma cultura da bicicleta. assim, todas as 3 pernas do tripé da cultura da bicicleta, o transporte, o esporte e o lazer disputam recursos, e às vezes descobre-se um santo para cobrir outro.

detalhe dos olhais para colocar bagageiro e/ou para-lamas numa trek domane 2013 co quadro em fibra de carbono. se você não sabe por que essa cara bicicleta de competição vem com esses detalhes, precisa pedalar mais.

detalhe dos olhais para colocar bagageiro e/ou para-lamas numa trek domane 2013 co quadro em fibra de carbono. se você não sabe por que essa cara bicicleta de competição vem com esses detalhes, precisa pedalar mais.

a cultura da bicicleta está ancorada num tripé: transporte, esporte e lazer. 1) é  o pedalar para ir ao trabalho ou às compras, ou à festa, 2) é o pedalar para competir e o treinar para essa competição, 3) e o pedalar por diversão, seja num passeio dominical ou numa noite de semana num grupo, seja num brevet de 600 km ou uma volta ao mundo em bicicleta. Continuar lendo

reclinadas!

“isso é coisa de velho!”,  “elas são ilegais!”, “reclinada não sobe!” “heresia!” “se fosse bom, por que não usam no tour de france?”

bicicletas reclinadas tão aí desde a década de 30 do século 20, ou até um pouco antes, no final do século XIX.

challand horizontale - 1896

challand horizontale – 1896

já antes da I guerra o francês charles mochet construía carros leves, e depois um carrinho a pedal para seu filho, uma vez que achava bicicletas inseguras.  anos depois, pegou seu “vélocar” e  dividiu em dois:

vélocar standard. poderia ter assistência elétrica.

vélocar standard. poderia ter assistência elétrica.

1933 foi o ano em que um ciclista francês, francis fauré, considerando de segunda linha, consegue virtualmente vencer todas as provas de velódromo das quais participou, inclusive estabelecendo o recorde da hora em 45 km. Continuar lendo

downhill, track-stands…

quem já foi a uma prova de downhill sabe que loucura é essa modalidade de ciclismo. @s doid@s se despencam a velocidades alucinantes, sejam em pistas no campo, seja em pistas urbanas.

uma das provas do circuito mundial acontece na cidade de santos:

não escolhi esse vídeo à toa. notem que é um vídeo produzido para o exterior do brasil. mas notem as escadarias do mont serrat, até hoje um bairro dos menos prestigiados de santos. Continuar lendo

tipos básicos de ciclistas

a classificação dos corpos humanos pode ser orientada por três tipos básicos. ectomorfo, mesomorfo e endomorfo.

michael rasmussen, um ectomorfo. pernas musculosas, mas finas...

michael rasmussen, um ectomorfo. pernas musculosas, mas finas…

claro, somos únicos dentro de nossas características, de nossas idiossincrasias, e raramente somos de um tipo puro. mas pode-se perceber uma certa predominância de um tipo. ou corpos mais ou menos intermediários. Continuar lendo

bicicleta: esporte e transporte

os três maiores eventos esportivos do mundo, em ordem, são: copa do mundo de futebol. olimpíadas. tour de france. dos 3, 2 são quadrienais. o tour de france ocorre todo ano.

a bicicleta que eddy merckx usou para bater o record da hora em 1972. dá pra montar uma mais ou menos igual, aqui em são paulo mesmo.

a bicicleta que eddy merckx usou para bater o record da hora em 1972. dá pra montar uma mais ou menos igual, aqui em são paulo mesmo. – a original está exposta no metrô de bruxelas

se somarmos 4 edições do tour de france, ele passa de longe a copa do mundo em movimentação de dinheiro.

Continuar lendo

paris-roubaix: o que suas bicicletas nos ensinam?

colnago c40, modelo que foi produzido de 1994 a 2003. talvez a bicicleta que mais tenha vencido a paris-roubaix.

colnago c40, modelo que foi produzido de 1994 a 2003. talvez a bicicleta que mais tenha vencido a paris-roubaix.

paris-roubaix, que nesse ano se realizou hoje, é uma das mais desconfortáveis clássicas (provas de um dia) do planeta. Continuar lendo

lance armstrong: não é só doping!

e então lance armstrong teve seus 7 títulos de volta da frança caçados, e foi banido do esporte por doping, certo? sim, mas isso é só a ponta do iceberg.

george bush & lance armstrong, um afirmou haver armas de destruição em massa no iraque, outro afirmava que não se dopava...

george bush & lance armstrong, um afirmou haver armas de destruição em massa no iraque, outro afirmava que não se dopava…

a questão não é só doping. a questão não é só tomar substâncias proibidas. se fosse só isso…

Continuar lendo