Arquivo da tag: bike-fit

1,70 e abaixo

A indústria parece pensar que todos temos acima de 1,75m de altura. Uma parcela considerável de homens e a grande maioria das mulheres tem menos altura e esse é um dos fatores que desestimula pedalar.

Trek Superfly 26, para pessoas entre 1,35m e 1,67m. Disponível no site americano, mas não no Brasil.

Selim com a ponta pra baixo!“, “Montar a mesa invertida pra trás!”  são às vezes a explicação que ouço ou leio de pessoas que possuem a minha altura ou menos pra conseguir pedalar suas bicicletas.

O fato é que quem tem 1,70m de altura  comumente consegue pedalar bicicletas com quadros de 54 cm de comprimento no máximo, e com mesas curtas. Poucos possuem elasticidade pra se curvarem todos pra frente sem girar a bacia pra frente, esmagando genitais e áreas correlatas nos selins.  Por isso muitos usam a ponta do selim pra baixo, o que dificultará sobremaneira o equilíbrio na bicicleta e ainda por cima a médio prazo tará lesões em punhos e mãos, além obviamente do pescoço. Continuar lendo

TALVEZ SEU QUADRO SEJA MUITO LONGO PRA VOCÊ.

Fit de bicicleta: tá aí um campo em que o brasileiro em geral encontra dificuldades, pois a indústria nacional parece produzir bicicletas e importar peças como se a estatura média da população fosse 1,80m e fôssemos todos japoneses.

timbiras, em foto de Curt Nimuendajú,c. 1910/1920. Observe as pernas não apenas musculosas, mas pernas longas e braços longos.

A cena é visível em todo domingo nas ciclofaixas de lazer em São Paulo: pessoas se esticando todas para conseguir segurar o guidão. Parecem todas terem comprado bicicletas muito grandes. Ninguém as assessorou na compra? É o que se pergunta num primeiro momento, para depois lembrar que na verdade não achamos bicicletas para grande parte de nós.

Nós, brasileiros em geral, não prestamos muita  atenção nas proporções do corpo. Fazemos medidas de circunferência, mas não olhamos a proporção das nossas pernas em relação ao nosso tronco. Continuar lendo

geometrias de quadros III- ângulo da caixa de direção

esse post é continuação desse post aqui, que explica características gerais da geometria de uma bicicleta, e desse post aqui, que trata especificamente do ângulo do tubo vertical.

antiga colnago de pista. tubo vertical com ângulo bem alto e da caixa de direção mais alto ainda. a roda dianteira quase toca no quadro. excelente para pista, mas impossível de se usar na rua.

antiga colnago de pista. tubo vertical com ângulo bem alto e da caixa de direção mais alto ainda. a roda dianteira quase toca no quadro. excelente para pista, mas impossível de se usar na rua.

mas chegou agora a hora de falar de outro ângulo importantíssimo, o ângulo da caixa de direção. esse ângulo determina a forma de dirigir a bicicleta, e também o tamanho possível da roda dianteira num determinado tamanho de bicicleta.  Continuar lendo