VIAGEM DE CARNAVAL, DICAS RÁPIDAS.

Dicas rápidas pra quem viajar de bicicleta no Carnaval.

é sempre bom se preparar pra viagem!

1. Bike revisada! Se ela não foi revisada, ou corra fazer uma revisão ou considere não ir com essa bicicleta. Principalmente se é aquela sua bicicleta de uso diário. Pode estar com freio ruim, corrente desgastada e pneu rachado e você nem percebeu.

2. Não tem alforjes? Coloque tudo num saco estanque ou um saco de plástico grande e amarre no bagageiro com aquelas fitas elásticas com ganchos, que muitos chamam de aranha e etc. Só prender bem. Não deixe de viajar só por esse detalhe.3. Monte sua carga de forma espartana. Não precisa levar um frasco e Shampoo inteiro, leve só a quantidade necessária. Deixe a chapinha em casa. Leve o mínimo de roupas possível: um pedaço de sabão e uma torneira permitem você lavar a roupa que usou no dia. E seca durante a noite, se for de material sintético. Pode ser uma bela camisa de ciclismo, pode ser uma velha camisa de time de futebol do bairro, dá na mesma.  E com bagagem pouca não precisará de alforjes gigantes.

4. Viaje de papete. Tem papete de encaixe, papete com taco pra pedal de encaixe. Ou considere colocar um pedal plano, comum, e vá de papete normal. A internet tá cheia de textos mostrando que pedalada girada é mito, e você não precisa do pedal clipless numa viagem. E sapatilha além de ser um calçado a mais para você levar, implica em levar meias. E é carnaval, tá quente.

5. Não encha os alforjes de bagagem só por ele ser grande e caber muita coisa.  Racionalize sua carga.

6. Se só vai cozinha miojo e etc, leve uma espiriteira de latinha de refrigerante. Na net tem um monte de formas de montar um “alcohol stove” e quem acampa já teve que usar uma lata qualquer com álcool e umas 3 pedras pra esquentar água. É um sistema leve e simples. E álcool se acha no Brasil em tudo quanto é posto de gasolina. Em nenhum país do mundo é tão fácil viajar levando espiriteira a ácool.

7. Se tem experiência, cozinhe na beira da estrada com lenha. Ou seja, não precisa carregar combustível. Pra quem não conhece, lenha são toras grandes de madeira. Pra quem conhece, com meia dúzia de gravetos e 3 pedras cozinhamos bem. Não esqueça de levar um mini isqueiro e uma caixa de fósforos, enrole tudo em plástico pois isso não funciona se estão molhados. Mas não faça isso se não tem experiência. Campistas desavisados já colocaram fogo em parques inteiros apenas por não saber como fazer isso com segurança.

8. Não esqueça do filtro solar. Não esqueça do boné. Aliás, boné é essencial pra pedalar na chuva: não cai chuva nos olhos.

9. Leve o kit de ferramentas com as ferramentas que você sabe usar. E que sejam adequadas à sua bicicleta. Se não tem um kit pra levar, em qualquer loja de ferramentas você pode comprar um jogo simples de chaves Allen e uma chave Philips. Tudo na menor versão possível e você já resolve muita coisa. Chave de corrente só leve se souber usar e se a corrente da sua bicicleta estiver em uso há um bom tempo. Enrole tudo num pano e coloque nos alforjes. Ou prenda no bagageiro. E não esqueça: duas câmaras reserva, um kit de remendo, espátulas, cola e lixa, além da bomba de ar. Verifique antes de viajar se a cola não está seca.

10. Um frasquinho com seu óleo de lubrificar corrente é bom levar.Pode ser óleo num potinho de colírio. Prenda no quadro da bicicleta com silvertape ou outra fita adesiva. Use se precisar, principalmente se passou por aquele trecho de lama. Jogue uma água na bicicleta ao fim do dia e lubrifique a corrente. Não é a limpeza perfeita mas depois da viagem você leva a bicicleta numa bicicletaria e pede uma daquelas revisões completíssimas que até abrem os cubos pra lubrificar as esferas.

11. Antes de viajar aperte todos os parafusos que prendem bagageiro, para-lamas e até os suportes de caramanhola. Com vibração eles vão se soltando. Leve um parafuso de reserva, vai que perde um no meio da estrada…

12. Se usa remédios, separe as doses na quantidade certa para o tempo da viagem. Acondicione-os também de forma adequada. Ah, todo mundo deveria também levar dois medicamentos em viagem: antiácidos e algum medicamento anti piriri: de vez em quando come-se algo que não faz bem e o corpo reage ou com fortes azias ou com o piriri de virar do avesso. Por experiência própria, pedalar com azia é ruim, mas com piriri é muito pior. Você pode ter que jogar fora seu selim depois…

13. Leve um pacote de lenços umedecidos, eles servem pra tudo: substituem com vantagem papel higiênico, limpam a graxa das mãos e dá até pra limpar bicicleta.

14. Água, tome bastante pelo meio do caminho. Não espere ter sede. Uma dica pra quem viaja e duvida da qualidade da água: 3 gotas de água sanitária (cândida, q-boa e etc) num litro de água e meia hora depois dá pra tomar a água com segurança. Leve num frasquinho de colírio ou algo parecido. Aliás, às vezes a água que colocamos dentro da caramanhola está limpa e a caramanhola não. Observe sempre isso.

15. Leve alguma dessas aranhas, desses elásticos, de reserva. Podem quebrar um galho danado em diversas situações. Também leve bastante zip ties (fitas enforca gato, fitas hellerman, tem vários nomes). Dá pra fazer mágicas com essas abraçadeiras plásticas! Um colega já usou uma chave de boca 11mm e várias dessas fitas pra substituir uma gancheira esquerda quebrada e voltar pra casa. No vídeo abaixo – em inglês, configure para tradução automática – o maluquinho ensina até a costurar uma bermuda rasgada com essas abraçadeiras. Leve um pacote!

Espero ter ajudado. Viaje com tranquilidade! Bom carnaval colombina, bom carnaval, arlequim!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s