ativismo X advocacy, uma distinção necessária

NAS ÚLTIMAS DÉCADAS, MOVIMENTOS SOCIAIS PROFISSIONALIZARAM-SE. MUDARAM DE FEIÇÃO.

 

“Lobby do bem“. é assim que um texto no site do Ipea, que pode ser lido nesse texto aqui.

Mas o texto mistura um pouco as formas de advocay com os ativismos.

Ativismos diversos conhecemos: pessoas organizam-se em torno duma pauta, duma bandeira, doam seu tempo por conta de alguma luta qualquer.

Advocay é parecido, mas não igual. Não é advocacia,, advogar. Em inglês, advogado é lawyer, palavra que tem com o radical law, lei.

Ad vocare, no latim, é falar por. Nero é o imperador romano que regulamenta a profissão daqueles que, nas portas dos fóruns romanos, ofereciam seus serviços de auxílio na defesa dos interesses dos cidadãos que ali iam em busca de justiça.

Anglo-saxões usam o termo advocacy no sentido de “falar por”. Defender algo para alguém. Uma nova forma, e sem a carga negativa, daquele trabalho que lá naquele mundo é regulamentado: a pressão que se fazia nas antessalas, nos corredores, sobre autoridades diversas: pressões nos lobbies.

Historicamente essas pressões eram sobre propostas não muito bem vistas, como o lobby da indústria das armas, nos EUA.

E assim o trabalho nos lobbies passou ser  mal visto.

De outro lado, movimentos socais foram aos poucos profissionalizado-se. Como a luta muitas vezes absorve, não raro a organização, a associação, o instituto, preferem contratar alguém do movimento para se dedicar exclusivamente à causa.

Num segundo momento, isso vira também oportunidade de renda. Na medida em que o terceiro setor se alimenta das doações e financiamentos diversos, há quem passe a fazer da defesa de uma causa a sua atividade econômica.

E num país de renda precária muita gente se dispõe a isso simplesmente em razão da necessidade.

Ora, isso não é problema. Sim, essas atividades são necessárias.

Mas o que incomoda e traz muita  insatisfação, em qualquer setor, e não apenas nos movimentos sociais, é o sigilo, o encobrimento.

O lobby escondido gera conflito de interesses. Por isso precisa tudo ficar às claras. Até para que não se cobre o impossível: quem é patrocinado por um banco pode fazer fala dura em razão da ausência de paraciclos nas agências bancárias? Quem é patrocinado por um fabricante X de bicicletas, pode fazer uma fala dura contra a má qualidade dos produtos desse fabricante X?

Nos diversos congressos de ética médica que participei há alguns anos, quem realizava suas falas declarava antes de tudo, quem era o laboratório que o patrocinava. Pois há diferença entre a fala do médico pesquisador de uma universidade daquele médico pesquisador que é patrocinado pelo laboratório X para chegar em sua pesquisa a um resultado X.

Pense: acaso interessa à Microsoft que o consumidor perceba que pode estar muito bem servido um pacote de alguma distribuição Linux? Obviamente não. Então você deve saber a motivação de quem aconselha a você o uso do sistema operacional X ou Y.

Patrocínios comprometem as falas, temos que ter isso em mente. Até para sermos justos em relação à fala das pessoas.

Pois não há fala neutra. Portanto, diferenciar a fala de quem está sendo pago para falar em direção de X ou Y, por mais apaixonada que seja a fala, nos permite entender melhor essa fala.

Tudo às claras, não há conflitos. Onde há lealdade, não há maldade.

Mas ativismo é uma coisa, advocacy outra. E às claras, agem muito bem em conjunto. Pois a causa é maior que os dois juntos.

 

 

3 Respostas para “ativismo X advocacy, uma distinção necessária

  1. Olá, estou fazendo uma ação que usa seu texto do bike-do para chamar a atenção para uma questão do cicloativismo na minha cidade. Veja aqui: http://www.janosbiro.com.br/post/165369586013/a-derrota-do-cicloativismo-em-goi%C3%A2nia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s