o uso de bicicletas para transporte aumentará no Brasil

bicicletas são, inegavelmente, o veículo mais barato para se usar. nas crises seu uso aumenta, e quando a pobreza é endêmica, as bicicletas simples de aço estão sempre presentes.  o ciclo de crescimento do poder de copra da classe média acabou. logo teremos muitas barra-fortes e barra-circulares por aí.

bicicleta indiana. cocos para se fazer uma graninha.

bicicleta indiana. cocos para se fazer uma graninha.

é fato inegável: bicicleta é transporte barato. não falo da cara bicicleta de fibra de carbono, mas da velha bicicleta de aço.

o ciclo de crescimento do poder de compra da classe média acabou. é fato. as medidas tomadas de imediato pelo novo governo sinalizam a perda de renda que se aproximará.

é fato que toda política de flexibilização de direitos trabalhistas tem tido como resultado o achatamento de salários, em qualquer país onde se tenha instalado. e como achatamento dos salários, a diminuição do poder de compra.

se lembrarmos que uma parcela da população das grandes cidades ainda usa o transporte público para ir ao trabalho, e esse serviço público é tarifado, ao contrário da educação ou saúde, é de se imaginar o peso do transporte em sua renda.

uma bicicleta monark barra circular, encontrável na internet hoje por cerca de 570 reais, nova (e encontrável nas bicicletarias de bairro, usada, por muito menos) custa o equivalente a 150 passagens de ônibus urbano, levando-se em conta a tarifa cobrada em são paulo hoje (R$ 3,80). aliás, por cerca de 200 passagens, 380 reais, se encontram diversas bicicletas bem simples usadas nas bicicletarias das periferias das grandes cidades.

se o cidadão pagar cerca de 50 passagens durante o mês (25 de ida, 25 de volta), em dois ou três meses ele amortiza o custo da bicicleta e a partir daí economiza bastante de sua renda.

um segundo ganho será na quantidade de sono, uma vez que a experiência, em são paulo, tem mostrado que mesmo morando mais longe, o cidadão que usa bicicleta para ir ao trabalho leva menso tempo no trajeto que se usasse uma condução. vejo por mim mesmo: levo pouco mais de 45 minutos para chegar ao trabalho, em média.  em condução, eu levaria cerca de 1 hora e 30 minutos para chegar ao mesmo lugar.  isso se não tiver que esperar pelo próximo ônibus…

não é por acaso que nos pobres países asiáticos se tenha um intenso uso da bicicleta. a índia, que sofre com pobreza endêmica, tem um intenso uso das bicicletas mais simples, em aço, para todo tipo de atividade: ida ao trabalho, lazer, transporte de carga e etc.

bicicleta de carga na índia.

bicicleta de carga na índia.

mesmo par a a classe média, a manutenção do uso do carro como transporte tem sido questionada. usar carro para ir ao trabalho não implica apenas no custo do combustível, mas também do estacionamento, esse cada vez mais caro.  há quem hoje pague 700 ou 800 reais ao mês apenas para ter um lugar para pagar o carro.

já há uma parcela da classe média usando bicicleta para ir ao trabalho. mas por enquanto ainda é a classe média mais escolarizada e com alguma experiência o exterior que faz essa escolha. a classe média desescolarizada ainda mantém o fetiche pelo carro, embora a segunda geração, com mais anos de estudo, tenha protelado tirar a carteira de motorista…

de fato, a pobreza avançará. com ela, novas formas de resolver velhas necessidades. com menos dinheiro, o transporte motorizado sempre avança, em qualquer lugar do mundo. não será diferente aqui. os motoristas que acostumem com ciclistas nas ruas.  pois também, sem dinheiro para consertar a bicicleta, o ciclista acidentado aprenderá rapidamente o caminho dos juizados especiais para processar os atropeladores. afinal, em tempos de penúria, bicicleta parada é prejuízo.

barata. com um cubo de 3 marchas, ganha versatilidade. já vem compara-lamas e bagageiro.

barata. com um cubo de 3 marchas, ganha versatilidade. já vem compara-lamas e bagageiro.

aguardemos. não há horizonte de melhora. então, nos adaptemos. e acostumemos com as bicicletas baratas. afinal, pra quem tá sem salário, pagar 40 reais e não 350, numa corrente nova, é sempre melhor, né?

Anúncios

Uma resposta para “o uso de bicicletas para transporte aumentará no Brasil

  1. Grato pelo texto, Odir. Infelizmente compartilhei com alguns coxinhas e disseram que seu texto era ‘tendencioso’ (sic). fazer o que? Isso é falta de leitura! E muita.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s