motores: o futuro elétrico

carros e motos elétricas existem há tempos, mas sua estratégia de venda sempre ancorada em valores como economia ou ecologia nunca colaram. o fato é que o mundo dos motores é do mal mesmo, então agora a estratégia é vender aceleração, e nisso motores elétricos dão um pau nos motores a explosão.

Audi R8 e-tron - sim, ele é elétrico.

Audi R8 e-tron – sim, ele é elétrico.

veja o vídeo abaixo. note, o ariel atom eleétrico está dando um pau em um porsche GT e numa ferrari 360 spider.

ok, vc vai dizer que o ariel atom é apena suma gaiola, não exatamente um carro. mas já ouviu falar o tesla X?

Tesla X, autonomia de quase 500 km.

Tesla X, autonomia de quase 500 km.

o jipão da foto acima, 4 portas, espaço pra dedéu, chega de 0 a 60 mph (96,56 km/h – quase 100 km/h), em míseros 3,2 segundos. pouco mais de 1 (um!) segundo mais lento que um carro de fórmula 1.

claro, carros elétricos ainda sofrem com poucos postos de abastecimento rápido. mas as baterias estão evoluindo numa velocidade alta, afinal, bateria é bateria, só muda o tamanho: se dura mais no celular, dura mais no carro.

aliás, o incremento da tecnologia das baterias dos carros elétricos é, na verdade, puxado pelo incremento da tecnologia dos aparelhos eletrônicos.

espera-se muita evolução dessa tecnologia ainda, e de odo que, ao contrário dos celulares, os carros elétricos mais antigos podem receber baterias mais novas, com novas tecnologias.

por enquanto veículos elétricos usam baterias de íon-lítio, mas a empresa japonesa power japan plus está disseminando um outro padrão de bateria, de carbono duplo:

em tese essas baterias carregam 20 vezes mais rápido que as baterias de íon-lítio, e não usam nenhum metal, portanto, não produzem também a poluição por metais.

ora, isso deve revolucionar esse mercado, progressivamente, à medida que essa tecnologia for disseminada.

particularmente, sou de opinião que essa tecnologia deve ser incentivada. senão, vejamos:

  1. carros elétricos poluem menos o ar. é fato.
  2. carros elétricos são mais silenciosos, produzindo menos poluição sonora.
  3. a tecnologia de baterias de carros elétricos é a mesma de outros eletro-eletrônicos, e isso dá mais força às pesquisas na área, aperfeiçoando as tecnologias.
  4. carros elétricos podem, num futuro, serem reabastecidos domesticamente, em unidades de produção de energia elétrica domésticas, a partir da energia solar ou da tecnologia eólica urbana.

sim, existe a possibilidade técnica de produção de um tanto de energia eólica em ambiente urbano, com turbinas verticais que são capazes de captar ventos vindo de quaisquer direções, e também tendo qualquer tamanho, e não apenas as gigantescas pás das turbinas industriais de energia eólica.

em ambiente urbano há muito vento encanado. quem conhece o metrô de são paulo e já passou na estação santa cruz sabe que há uma porta, ligando ao shopping santa cruz, com uma ventania constante. uma turbininha ali, com uma hélice de ventilador pequeno, seria capaz de manter algumas lâmpadas acesas….

embora o brasil ainda engatinhe nesse setor, é fato que já se pode instalar – com muita burocracia e tributação alta, é claro – relógios bi-direcionais de energia elétrica.

a microgeração de energia elétrica já é amplamente possível. e com a disseminação de carros e outros veículos elétricos, incentiva-se a microgeração, não apenas para injetar na rede elétrica, mas para carregar diretamente esses veículos.

veículos elétricos realmente apontam várias vantagens na sua adoção:

  1. poluem menos o ar.
  2. 2. diminuem o gasto com combustíveis.
  3. possibilitam maior satisfação no espaço de recalque (aqueles 300m onde as pessoas aceleram bastante para chegar mais cedo ao semáforo fechado).

mas não resolvem alguns problemas: os congestionamentos, o espaço necessário para o estacionamento, e o corpinho sedentário: pança + pernas finas e bunda seca.

a solução pra isso é outra, e poluindo menos ainda: bicicleta. (que, se dotada de motor elétrico, também não resolve a questão do corpinho sedentário, com pança, pernas finas e bunda seca…).

mas bicicleta não é pra todo mundo, mas só para os dispostos e com mente aberta. e esses ainda são poucos, embora em número crescente.

e perninhas bem torneadas continuarão a povoar as fantasias das pessoas. e isso o carro elétrico não dá. fazer o quê, né? nem tudo é perfeito…

3 Respostas para “motores: o futuro elétrico

  1. Legal… vc como ciclista deveria postar uma foto sua para mostrar se todo esse sua conversa é verdade mesmo.
    Coloque uma foto sua, em toda a sua exuberância aqui, para a gente ver como pedalar deixa a pessoa esbelta.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s