jeans & pedal

levi’s commuter não é sua única alternativa. tem mais coisa por aí. e nem precisa ser específico para pedalar.

 

levi ‘s fez uma campanha de lançamento ou relançamento de uma linha de jeans para ciclistas.  não sei direito, não fui ao tal lançamento.

calça da swrve, frefletivo no passante, bolsinho pra celular e bolso traseiro com tamanho para uma mini-u-lock.  e o modelo é um bunda-seca.

calça da swrve, frefletivo no passante, bolsinho pra celular e bolso traseiro com tamanho para uma mini-u-lock. e o modelo é um bunda-seca.

mas eu sou daquelas pessoas que pedalam regularmente usando jeans. tenho o tal commuter da levi’s, mas não vejo tanta vantagem que justifique o preço, embora, sim, a calça tenha suas qualidades, não sei se elas justificam a diferença de preço para uma calça mais comum. pelo menos não no modelo que tenho, onde a tal alça pra prender a u-lock está numa posição por baixo do cinto. ou seja, tem que soltar o cinto pra colocar a trava, e prender de novo depois o cinto. na prática, não se usa.

muita gente pedala de jeans em são paulo,e prende a u-lock no cinto. uns poucos, por não saber, usam presas as u-locks nos passantes do cinto. besteira, isso só estraga as calças, além de ficar balançando, balançando…. é melhor prender pelo cinto, atrás, com a parte redonda da trava pra baixo. em posição de “saque rápido”.  funciona também se você estiver pedalando com uma bermuda que permita usar cinto.

sobre a durabilidade dos fundilhos,  vale uma dica. no jeans da levi’s vem um reforço por dentro. no jeans comum, não há. mas ao comprar o jeans, verifique o encontro dos 4 panos no entre pernas. há jeans mal feitos com uma costura gigante ali. que vai lhe machucar. evite esses. e quanto ao gasto do tecido, pela abrasão, pelo contato com o selim,, sempre há a possibilidade dos remendos.

remendo nos fundilhos de jeans de quem pedala é coisa de pobre? só na cabeça de quem não pedala. quem usa a bicicleta todo dia para o trabalho, e não só para passeios de final de semana, gasta as calças ali (aliás, a levi’s commuter já vem com o remendo/reforço). não tem jeito. qualquer costureira sabe fazer um remendo decente. seja um reforço por dentro, uma forma de cerzido, seja simplesmente substituindo uma parte ali por outra parte de tecido.

aliás, dar aquela remendada em outros locais é o que se faz após alguns tombaços. afinal, você não vai deixar de usar sua calça preferida (ou muito cara) por conta de um rasgo no joelho depois que aquele motorista f.d.p. fechou você no trânsito, vai? então largue de frescura e leve sua calça para uma costureira fazer um cerzido (isso vale para qualquer calça jeans, não importa de que modelo se trate).  e ostente o remendo como se deve: com o orgulho que se tem por uma ferida de batalha. em cães de briga e de trabalho, quando em exposição de cães, cicatrizes não são faltas desqualificadoras. ora, então, seus remendos na calça qualificam seu pedal.

só não gasta calça que não se usa….

quando comprar a calça, preste atenção na largura da barra. pois você precisará arregaçar pelo menos o lado direito para não pegar na corrente. barras muito estreitas não permitirão arregaçar a calça.  no meu caso, tenho que arregaçar acima da panturrilha, que é um tanto larga. se não levanto tanto e a parte arregaçada fica na altura da panturrilha ela prende o movimento, em boa parte das minhas calças.  prefiro os cortes mais retos por isso, nada de calça skinny pra mim.

sobre refletivos pelo lado interno, se faz questão, compre fitas adesivas refletoras. muitas colam no tecido com um ferro de passar quente. ou outras são costuráveis ou coláveis com cola para tecido. coloque por dentro, na parte de trás, não no lado. e pelo menos até a parte que se deve arregaçar. na minha levi’s commuter, tem um refletivozinho  na lateral. mas outras calças gringas possuem refletivos na parte de trás da calça, pelo lado de dentro da perna direita, que costuma ser arregaçada.

talvez a melhor calça jeans pra pedalar por aí seja a calça da rapha. mas é caaaara! 220 doletas! lá fora! mas oferece uma série de vantagens: corte adequado para se pedalar e sobretudo o uso de um tecido mais resistente do que a tradicional sarja denim em algodão que é o jeans tradicional. as calças rapha usam cordura denim, que é quatro vezes mais resistente que o tradicional jeans de algodão.

existem outras calças lá fora sendo feitas desse tecido, cordura denim, e feitas para ciclistas. um fabricante é a swrve, com calças custando em torno de 100 dólares, mas feitas justamente com denim cordura, e com outros detalhes legais, como refletivos em alguns passantes do cinto. alguns modelos tem bolso específico para celulares.

se você digitar “cycling jeans” no google, achará muita coisa, muitas alternativas. e pra quem não é hipster nem fashion victim, vale à pena explorar essas opções, que sempre possuem modelagens que possam se adequar aos ciclistas, nem todos com pernas fininhas à la shcleck brothers.

aliás, se você tem o perfil de pernas mais próximo do mark cavendish, como eu, prefira calças jeans com lycra. invariavelmente comprará números maiores pra passar nas coxas, que sobrarão no cavalo, na cintura….  mas com calças de lycra isso não precisa ser feito. e assim não sobrará tando pano na cintura. isso funciona com qualquer jeans para mim, seja específico para pedalar, seja calças que tenha comprado por aí.

os magrelos em geral se dão bem com calças sem lycra. mas precisam tomar cuidado com o fit de algumas calças skinny, que não são feitas para pessoas magras, esguias, mas pra pessoas atrofiadas. sabe? o magro natural tem cintura estreita, quadril estreito, é uma pessoa estreita… o atrofiado tem bacia mais avantajada, mas por falta de exercícios, as pernas atrofiadas ficaram finas. muitas calças skinny são feitas para essas pessoas. evite esses modelos.  pois sobrará muito pano na cintura do magro.

normalmente, quem pedala todo dia, não importa seu tipo físico, tem músculos nas pernas. uns mais, outros menos, mas possuem. e são proporcionais ao tamanho de bacia. portanto preste atenção nesse detalhe.

cuidado, ao comprar jeans, com a altura da cintura. jeans muito baixos ficarão ainda mais baixos na hora que você sentar no selim para pedalar ao trabalho ou à escola, não apenas vão mostrar o cofrinho, como quando chover ali será um local onde água será acumulada… .  jeans muito altos ficarão desconfortáveis na frente quando você pedalar. o negócio é experimentar. pois cada corpo tem sua medida.

antes de comprar suas calças, pelo menos tenha ideia do tipo de corpo que tem. use como parâmetros, mark cavendish (sprinter) , fabian cancellara (passista) ou  marco pantani (escalador). ou, se seu pedalzinho é guiado mais pelo estilo do que pela cadência, escolha seu corpo de acordo com essas revistas de moda e outras baboseiras. o importante é que você saiba como seu corpo é. se você de fato pedala sabe muito bem se você é passista, sprinter ou escalador. e saberá como deve ser o jeans que você sente mais confortável no corpo.

se você tem o tipo do marco pantani, procure jeans mais retos, se você tem o perfil do fabian cancellara, quase todos os modelos ficarão confortáveis. e se você, como eu, tá mais pra  cavendish, petacchi, cipollini, mc ewen…. aí, amigo, você está ferrado. pois poucas são as calças sem lycra que deixarão suas coxas passarem… a não ser que você ache calças com o tal “confort fit”…

o negócio para os coxudos, é rezar pela volta das calças cargo. pois, infelizmente o mundo é dos atrofiados, daquelas pessoas que não conseguem subir uns 2 ou 3 andares pela escada de dois em dois degraus.  são elas que ditam esse troço chamado moda, com seus desperdícios, dress codes e etc. aquelas coisas que ocupam algumas mentes, mas só tomam tempo desnecessariamente de quem tem mais o que fazer.

então, se achar um modelo de calça que servir bem, compre logo umas 3 ou 4  e guarde. e vá remendando onde for necessário. pois lembre, em bicicletas, a forma segue a função, e o resto é apenas peso desnecessário morro acima, e freio de mão puxado na vida. (ah sim, e negócio pra muita gente).

———————————————

em tempo. pra quem mora em são paulo, vale à pena rodar as lojas do brás. muitas tem calças jeans diversas, a preços muito bons. não se acanhe, vá, experimente alguma que goste e compre logo meia dúzia. são baratas. depois, numa costureira, customize sua calça: coloque os reforços nos fundilho se quiser, e faça apliques de refletivos no interior das barras das calças. o importante é que você se sinta confortável na calça. lembrando que, se alguém consegue ver a marca da sua calça quando está pedalando, é por que está indo lento demais. então largue de moleza, seu roda-presa!

 

 

 

 

Anúncios

4 Respostas para “jeans & pedal

  1. Eu ainda não tenho costume de andar com roupas normais para o trabalho (tenho locker e chuveiro aqui). Mas estou começando a ir com roupas normais, sempre achei as calças mais skinnys melhores (algumas são mais apertadas que outras) com Lycra. Assim não suja na corrente, pq o pano não bate, nem a coroa mastiga a calça. Mas isso é só impressão.

    • olha, o costume é arregaçar a perna da calça, pra não pegar na corrente. isso evita inclusive, caso pegue de alguma forma, que vc suje a barra da calça.

      aliás, em muitos locais, onde há concentração de ciclistas, a gente sempre acha algum que esqueceu de baixar a perna da calça e tá lá, o cidadão, com um aperna só da calça levantada…hehehehe

  2. Já na minha falta de armário e chuveiro vou fantasiado de engenheiro todo dia pro trabalho, calça e camisa social com uma camiseta branca por baixo para segurar o suor. Como sou magro a calça social reta cai muito bem, daí é só enfiar a perna direita por dentro da meia e pronto. Na volta pra casa a noite eu adiciono um colete reflexivo ao figurino.
    Meu maior problema é com o sapato, no meu trajeto diário(10km) ele nem incomoda, mas se eu tenho que dar uma esticada do trabalho e pedalar um pouco mais o dedinho começa a reclamar.

  3. Pingback: Roupas, estilo e bicicleta - Transporte Ativo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s