vai todo mundo andar de bicicleta!

o brasil logo passará por um processo rápido de concentração de renda. vale dizer: os salários encolherão muito. sim, terceirização é isso. e vai todo mundo usar bicicleta, pois será caro demais ter carro.

uma imagem do futuro. foto: projeto transite. clique na imagem e

uma imagem do futuro. foto: projeto transite. clique na imagem e

é fato que ter um carro e circular com ele custa. custa muito mais que fazer o mesmo em uma bicicleta e, em situações especiais usar um táxi.

mas até agora muita gente tem carro, pois consegue ter carro. mas isso logo mudará. isso ocorre hoje, plis há uma parca renda distribuída. você recebe seu 13º no final do ano, pois seu patrão paga. você recebe suas férias com adicional de 1/3 pois seu patrão paga. seu salário não é muito, pois você vive reclamando, mas recebe esses outros direitos e vai tocando sua vida. consegue até fazer um parcelamento da CVC. e tem seu carro.

o PL 4330/04 ainda é um projeto de lei, mas já teve uma votação massiva a favor do texto base. ele permite a terceirização das atividades-fim, e não apenas das atividades-meio, como hoje determina a súmula 331 do TST. hoje, dá pra terceirizar a atividade de faxina. mas a grande parte dos empregados de uma empresa são funcionários dela. e como você já cansou de ouvir em historinahs por aí, quantas vezes você ouviu que a empresa de faxina no final do ano deixou as faxineiras sem 13º salário?  várias vezes, não é? quantas vezes você até participou de uma vaquinha pra ajudar as faxineiras que estão há 3 meses sem salário? já ouviu muito sobre isso, não é?

pois é. no setor das terceirizações, são comuns os descumprimentos de direitos trabalhistas. pois a empresa que  fornece o serviço terceirizado muitas vezes é muito menos sólida que aquela que toma o serviço. afora as fraudes: patrão que some e etc.

é a versão urbana do trabalho dos gatos no setor rural, que contratam boias-frias pra fazerem um serviço qualquer, e muitas vezes somem com o dinheiro, enquanto o fazendeiro não teve o trabalho de contratar ninguém, mas teve o serviço feito.  no setor rural, essa prática é responsável pela ampla maioria das situações de trabalho análogo à escravidão.

e no setor urbano também: os escravos urbanos do setor de confecção estão nas empresinhas-arapucas que pegam serviços terceirizados das empresas do setor de moda, de marcas de roupas e etc.  eventualmente a camiseta que você está usando foi feita ali num galpão escuro de são paulo, por alguém que trabalha 7 dias por semana e 16 horas por dia.

mas hoje, se descoberto esse local de trabalho escravo, a empresa que tomou o serviço responde junto, por isso muitas empresas tomam serviço terceirizado, mas fiscalizam o quanto podem a cadeia de produção: não interessa a elas responder por algo que não fizeram, diretamente.

mas isso vai acabar. esqueçam, esse PL 4330 vai passar, vai virar lei. se a presidente votar, o congresso derruba o veto. é o congresso mais contrário à classe trabalhadora do período democrático. no congresso, hoje, o conservadorismo reina, é a regra.

então você que tem um carro, acostume-se com a ideia de que não mais o terá. e coo também não terá vale-transporte pago pela arapuca que o contratou para trabalhar na grande empresa, é melhor também não contar com o transporte público.

ter um carro custa bastante. pra ter ideia, calcule o gasto do seu carro nesse link aqui. esse é um custo que talvez você ainda suporte, mas não suportará com o tempo.

pois o mundo do trabalho mudará bastante. teremos logo um padrão chinês de remuneração do trabalho, o que afetará fortemente o setor de serviços: se ninguém recebe bons salários, quem comprará boas bicicletas, por exemplo? quem poderá gastar 400 reais em cabeleireiro, se ganha 600 reais por mês?

nos setores não bem protegidos pela legislação trabalhista, isso já ocorre.  setores como o da área de mídia, dos serviços jurídicos e etc estão há muito desregulamentados. nessas áreas, o pessoal diz até que carteira de trabalho é um troço que tá numa caixa no quartinho de despejos e que CLT é uma lenda. conheço muita gente que está há quase 10 anos sem saber o que sejam férias de 30 dias.

a longo prazo, até os custos da previdência vão diminuir, pois com tanta empresa-arapuca não contribuindo à previdência, acabará todo mundo se aposentando pelo mínimo: 1 salário mínimo.  sim, aposentadorias de 1 salário mínimo pra pessoas que saíram da faculdade aos 23 anos e trabalharam até os 70 anos…

claro, essa minha fala parece bem alarmista e exagerada, mas apenas para quem não domina um dos fundamentos básicos da economia: não há economia de mercado onde não há mercado,e não há mercado onde a renda está concentrada.

um colega que mexe com manutenção de computadores ontem comentou: “eu não estou nem aí pra essa questão nunca recebi salário mesmo, nem 13!, não preciso disso”. mas ele esqueceu que 100% da clientela dele é de gente assalariada. aprovado o PL 4330 não o atinge,mas atinge toda a sua clientela…. e sem clientela, qual mercado se sustenta?

deica pra lá., viraremos um enorme maranhão, um dos estados com menor índice de empregados com registro, com carteira assinada. e não por acaso, um dos estados com menor acesso à internet, 7,7% de sua população acessa a grande rede, segundo dados do IBGE, que você pode consultar nesse link aqui.

e nesse outro link aqui, você perceberá que o maranhão é também o estado da federação com o menor índice percentual de trabalhadores registrados, com carteira assinada. e nesse link aqui, também descobrirá que é o estado com a menor renda média per capita por domicílio.

mas deixa pra lá. isso não preocupará você nunca.  melhor pensar em abolir o STF, dar um pau em todo mundo, pois o que falta n brasil é vergonha na cara, não é?  pois é, tudo o que escrevi é blablabla, eu sou alarmista e etc. bom mesmo era no tempo da ditadura, não era?

ok, o panorama a médio prazo é bom para as bicicletas nas cidades,mas não na direção do padrão holandês, parisiense, londrino ou berlinense. o panorama é chinês. logo chegaremos a pum padrão pequim-anos 70. assim, o próprio mercado consumidor de bicicletas no brasil mudará, rumando a um consumo preponderantemente caracterizado pelas bicicletas de transporte, mas de baixo custo. assim, por exemplo, para uma shimano, com a atual classe média baixando seu padrão de renda, os grupos mais básicos (tourney, por exemplo) suplantarão bastante a venda dos grupos de média ou alta gama, muito mais que atualmente. e claro, abrindo-se um campo ainda maior para peças de fabricantes outros, chineses: sunrace, yamada, por exemplo.

por outro lado, a flexibilização que a precariedade das relações de trabalho tará permitirá o aumento da produção. o que hoje acontece em setores específicos (como o comércio de rua, com jornadas de trabalho de 12 hs diárias e poucas folgas, e apenas uma por mês aos domingos)  tenderá ser a regra. o atual padrão chinês é de 10 horas de trabalho diárias, por 6 dias: 60 horas semanais. trabalhando 60 horas semanais não há tempo para lazer. logo o mercado de lazer também mudará.

as mudanças virão. pois sabe como é? não pode ter  manifestação é tudo baderneiro… tudo comunista, pau nos sindicatos! deviam prender a CUT inteira!

é. mudanças virão. acostume-se com a ideia. é isso que se delineia nesse congresso. mas você apenas se preocupa com a CPI da petrobrás. você merece.

 

 

 

 

 

 

 

2 Respostas para “vai todo mundo andar de bicicleta!

  1. Seu post me lembra muito aquela lei que proíbe celulares em banco por conta da segurança, quando o correto seria aumentar a segurança…
    Sua crítica culpa a terceirização por conta das empresas-arapuca, não seria melhor acabar com empresas-arapuca do que com a terceirização?

  2. A terceirização é a arapuca….

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s