haddad: não seja alckmin!

prefeito fernando haddad, não seja geraldo alckmin. alckmin é um mentiroso, durante um ano mentiu dizendo que não havia racionamento de água  para só agora admitir que há. a manchete era “após mentir por um ano, alckmin admite racionamento de água em SP“, ma so uol já mudou o título, eo repoórter deve ter tomado bronca. mas o conteúdo é o mesmo: alckmin mentiu sobre racionamento de água em SP. é um mentiroso.

alckmin todos nós sabemos que é uma pessoa na qual não se pode confiar no que diz, em momento algum. mas prefeito, até agora havia uma certa credibilidade na sua pessoa. não torre a credibilidade que adquiriu.

olha eu aí na sua cola prefeito, sem sorrir pra fotos, e sem capacete pois venho do fundão. estou de olho, como outros tantos.

em sua entrevista aqui, há inverdades. até onde acompanhei, participei e observei, os protestos de 2013 encerrara-se quando o aumento foi revisto. agora, é a mesma coisa. que história de tudo ou nada é essa? nada é 3,50, tudo é zero de tarifa. se há protestos aceitando a manutenção em 3,00 reais de tarifa, não é tudo ou nada. e não há explicações ainda sobre a famosa caixa preta. sobre essa relação espúria entre a prefeitura e as empresas de ônibus, que não começou na sua gestão, mas vem de muito tempo atrás.  está na hora de fazer como seu compaheiro de partido, o prefeito de maricá, que criará uma empresa publica e tá colocando ônibus de graça pra população

em texto meu  que seu filho frederico já leu, pois transmite-se a calouros de nossa escola desde 2004, escrevi que política implica em esperteza, não em canalhice. lembre disso, pois geraldo alckmin não lembra. então diferencie-se dele.

lembre que o seu aumento contraria inclusive lei de sua lavra. o seu aumento de ônibus não seguiu o que dita o inciso X do artigo terceiro do decreto nº 54.508, de 1º de julho de 2013, que diz que cabe ao conselho municipal de trânsito e transporte apreciar aumento das tarifas. está aqui nesse link.

note, é um decreto, portanto é a sua fala. não é lei municipal negociada nos corredores, às vezes escuros, da câmara municipal. é decreto, é sua fala, unicamente sua.

então, que agir comunicativo é esse de decretar o aumento sem falar com o CMTT? sim, falo em agir comunicativo pois conheço sua tese sobre habermas. esse decreto é mera interação estratégica? fala X pra atingir Y? é aquela velha forma de política rasteira digna do geraldo o mentiroso alckmin?

sim, não mera formalidade sem sentido isso. esse decreto seu estabelece esse conselho para que tenhamos uma gestão mais democrática da cidade.  então por que passar por cima dessa democracia instituída por um ato seu?

caso não tenha notado, a política que hoje emerge das ruas é diferente da velha política partidária. hoje, os dados estão aí, sabemos que há 432 milhões de reais em multas não aplicadas a essas empresas. aplique e cobre, isso ajudará a pagar a conta do não aumento.  os dados estão aí, e são conhecidos por todos. e o povo, a massa, a população dessa cidade não quer esse aumento.

prefeito, não se torne geraldo alckmin, que só sabe mentir e mandar mais policiamento. com geraldo alckmin não há conversa pois ele só manda cacete. sabemos muito bem que em nome de manter a segurança de meia dúzia de vidraças ele solapa um direito fundamental básico constante do artigo 5º da constituição federal, que garante o direito de manifestação. viu o vídeo aí em cima, né? viu a fala do defensor público, não é? pois é, geraldo alckmin vai aproveitar essas manifestações para torrar o seu filme.  vai sentar o cacete na população, as o ônus político será seu. é isso que quer?

volte atrás nesse aumento que é ilegal. deixe geral ackmin se afundar sozinho, o que ocorrerá a partir de março, quando o sistema cantareira secar.  deixe a cidade virar uma zona por ato do desgovernador geraldo alckmin, não por atos seus. faça sua parte, siga seu próprio decreto, recue no aumento pois ele não seguiu o seu decreto. a sua legislação.

e não venha com a desculpa de que não há recursos. até no facebook circula a informação de onde tirar recursos até para zerar a tarifa de ônibus. está aqui, nesse link.

prefeito, não se torne um geraldo alckmin. pare de queimar seu filme. as manifestações já estão nas ruas, e serão cada vez maiores. e com falta de água, o povo estará irritado. a PM conterá 5 mil pessoas, não 100 mil, não um milhão.  uma hora, em vez de uma pedra atirada contra uma vidraça ou até contra um PM, será um coquetel molotov, pois o que não falta é gente querendo fazer isso.

pois a PM já tem o filme queimado diante da população, se assim não fosse, a bandidagem nem perderia tempo caçando PMs por aí. se ela o faz, é por que a população não se revolta quando um PM morre, e quando isso acontece, é por que a polícia não é benquista, não sem motivo: a criminalidade só aumenta….

lembre, prefeito, mais do que uma questão de política, é uma questão de direito. o aumento não seguiu as formalidades do decreto 54.508. e é antipático à população. e há como retirar recursos para pagar essa conta. então, retroaja, antes que seu filme se torre, antes que a cidade pegue fogo.

e aliás, o que foi feito com a grana da privatização do centro pactuada com o itaú? é, tem essa outra história pra explicar. as dúvidas estão todas aqui.

se isso for verdade, laranja será a cor mais odiada por muita gente….

vai, retroceda no aumento, não arque com o ônus da truculência da PM solapando direito de manifestação das pessoas, deixe geraldo alckmin se queimar sozinho, ele que também tem que começar a explicar as ligações dos dados levantados na operação lava-jato com a sabesp e o metrô de sp. tá tudo aqui.

vai, prefeito, se não quer ser mais um político qualquer, recue. não seja mais um desses canalhas que pululam na política brasileira. de canalhice, o brasil já tem muito, são paulo já tem muito. retroaja e faça de são paulo realmente uma cidade diferente, e não seja mais uma farinha do mesmo saco.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s