urgente: a repressão em são paulo

hoje, em são paulo, nada pode ocorrer sem a presença dos órgãos de repressão para intimidar.

acabou de acontecer uma teleconferência organizada pelos bike-anjos acerca do cicloativismo no brasil. algumas pessoas reunidas num espaço chamado oGangorra/las magrelas, alguns computadores, e um monte de gente linkada no youtube assistindo de longe..

 

agora é assim que vivemos?

agora é assim que vivemos?

e pasmem! baixou uma viatura no local da guarda civil metropolitana de são paulo pra vigiar o movimento!

e se saíssem meia dúzia de bicicletas dali, baixaria a PM pra dispersar! 

não era  uma manifestação,  mas  mesmo que fosse, são direitos previstos no artigo 5° da Constituição Federal: liberdade de reunião, liberdade de expressão, liberdade de manifestação.

o que é isso? um estado de sítio não-declarado? um estado de exceção numa democracia?

então reunir-se pra falar de bicicleta e discutir como formar organizações institucionais é crime agora? é atitude subversiva? a que ponto chegamos?

 

 

7 Respostas para “urgente: a repressão em são paulo

  1. Justamente, é pra isso que estamos caminhado, para um estado de exceção cada vez mais escancarado.

    E se não estivermos organizados e bem articulados contra isso a porrada será mais dolorosa.

    Infelizmente só consegui assistir o finalzinho ontem e vi essa palhaçada da GCM. Mas depois quero ver com calma.

    Percebo que apesar das conquistas que estamos colhendo agora, o cicloativismo aqui em SP tá bem em baixa, não?

  2. FIQUEI PASSADA! Porém não surpresa. Aqui no ES esta IGUAL.É só falar em bicicetada ou coisa parecida que o BME aparece.

  3. cicloATIVISMO. O problema todo está na falta de conhecimento, de cultura, de educação formal, até nos altos escalões dessas instituições das “otoridades” nacionais. E eles sabem lá o que significa cicloativismo? Parece coisa de subversivos, esse negócio aí… Ignorância é o nome do defeito do Brasil. Ignorância é o trunfo do poder.

    E como a otoridade major mandou prevenir…

    É ridículo, gente! e perigoso também. Se isso pega…

    Lembro-me de alguns fatos da ditadura militar, muito parecidos.

    Lembro-me de causos ridículos desse tipo na Censura aos shows, teatro, cinema, os dribles que precisávamos para passar uma frase inteira sem cortes.

    Isso me assusta muito mais do que as novas gerações possam imaginar.

    (Pronto! “delatei-me” na idade)

  4. essa é só mais uma das gritantes evidências que hoje não vivemos, e estamos longe de viver, dentro de um regime conhecido por “democracia”! Assim como exposto no texto, hoje vivemos num estado de exceção… Uma ditadura disfarçada – ou não tanto-; que conta com presos políticos, perseguição aos movimentos sociais e repressão às manifestações! Não é só uma crise de representatividade, é uma situação absurda de exploração e usurpação de direitos, a qual é mantida exclusivamente pela FORÇA (=coerção policial)…

  5. Definitivamente nosso país está longe da Democracia dos países nórdicos

  6. Não sei exatamente como ocorreu a situação descrita. Entretanto, se uma viatura da polícia fica me vigiando, eu fico é feliz por ter mais segurança. Até hoje não tive problemas com a polícia, mesmo em movimentos estudantis, do escotismo e de outras organizações de que participei. Como eu disse, não tenho mais detalhes da situação que você descreveu. Mas, dependendo do comportamento dos policiais (se seguiram o procedimento policial correto, onde eles estão para nos proteger e são “funcionários do povo”) eu vejo isso com bons olhos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s