caixa de direção e mesa/avanço

antigamente, todas as bicicletas tinham uma medida de caixa de direção: 1 polegada. era a medida padrão, standard. (note, standarD, e não standarT).

caixa de direção de medida standard, com sistema headset

mas vieram as mountain bikes e suas exigências de resistência bem diferentes. se uma bicicleta de pista, de velódromo, pode usar um garfo que é mais voltado aos esforços laterais, sendo, em relação a esforços frontais, bem frágil (por isso não se usa pisteiras na rua: feitas para velódromos, onde não há nenhuma mudança de relevo, nenhum impacto frontal), as MTB sofrem exigências grandes nesse sentido: pedras, tocos, morros, degraus e etc.

aheadset

e claro, muitas MTBs no início quebravam ali na frente. desastre: lá ia o ciclista com a cara no chão, ou melhor, na terra, nas pedras… como aumentar a resistência? aumentando o tamanho. e assim apareceu o sistema over, maior que o standard: espigas de garfo maiores, de 1 e 1/8 de polegada.

como se pode perceber pelas medidas em polegadas, o sistema é de origem americana.

mas, mais ou menos ao mesmo tempo, lá na europa….  o ciclismo de estrada avançava nos materiais. quadros de alumínio e fibra de carbono já eram feitos de forma bem artesanal nos anos 70 e nos 80 começaram a se tornar padrão entre as estradeiras europeias. mas os garfos continuavam em aço. logo alguém começou a fazer garfos de fibra de carbono, mas com a espiga em aço. depois em alumínio…. por fim resolveram fazer um garfo integral em fibra de carbono: braços em fibra de carbono, coroa em fibra de carbono, espiga em fibra de carbono.

aí apareceu um problema: como prender a mesa, o avanço, que é aquela peça que prende o guidão ao garfo?

nos anteriores garfos de aço ou espiga em aço, ou mesmo alumínio, usava-se a receita antiga: havia uma rosca no fim da espiga. essa rosca servia pra prender algumas porcas que serviam para prender o garfo à caixa de direção e deixá-lo preso ao quadro.  e a mesa era uma peça que entrava por dentro da espiga do garfo ali se fixando e subia fazendo um ângulo e então prendendo o guidão.

mas essa mesa não entrava na espiga do garfo de carbono, cujo espaço interno era bem menor, em razão das paredes largas do tubo da espiga. e também não dava pra fazer rosca nessa espiga de carbono. alguém teve uma brilhante ideia:  colocar os rolamentos entre o garfo e o quadro, sendo que a espiga continuava passando pelo meio do quadro. em cima, mais rolamentos, e daí a mesa seria diferente: ela se prenderia diretamente à espiga, por fora, e não por dentro, como uma braçadeira… logo perceberam que esse sistema era ótimo: ficava bem fácil trocar as mesas. esse sistema foi chamado de Aheadset, em oposição ao anterior, headset. mas as estradeiras continuaram usando caixas de 1 polegada. sim, aheadset standard. existe? tanto existe que eu tenho uma bike assim. é um sistema sem rosca.

um belo dia uma indústria que fabricava tanto MTBs quanto bicicletas de estrada resolveu misturar as coisas: usar em todas as suas bicicletas, sejam estradeiras ou MTBs, o sistema over. e em todas as suas bicicletas, sejam MTBs ou estradeiras, o sistema aheadset.

as vantagens do garfo mais resistente como sistema mais prático e elegante tornou-se padrão atualmente. prático pois não é preciso aquelas chaves de boca imensas, mas apenas algumas chaves allen para mexer na caixa de direção. e também pois as mesas desse sistema possuem no mínimo dois parafuso e uma segunda peça à frente para prender o guidão, e não são em peça única como as mesas antigas. nas mesas antigas, para trocar a mesa você tem que, em pelo menos um lado do guidão, tirar todas as peças: manetes, fita de guidão ou manopla… no sistema novo você apenas desaparafusa e desconecta o guidão sem tirar nenhuma outra peça. substitui a mesa e reconecta de novo.

elegante não pelas suas linhas, mas pela sua rigidez. muito da força dum sprint pode se perder na flexão da parte frontal da bicicleta.

mas as inovações não pararam aí. com a disseminação dos quadros de alumínio e também de fibra de carbono. alguém teve a ideia de incrustar a caixa de direção no quadro. assim surgiram as diversas formas de sistemas integrados, onde de uma forma ou outra os rolamentos estão presos diretamente no quadro.

caixa semi-integrada

mas as inovações não pararam por aí. alguns fabricantes, como scott ou la pierre passaram a usar garfos e suspensões com espigas cônicas. outros fabricantes como a felt, passaram a usar um outro sistema em bicicletas de contra relógio, onde parte da espiga está por fora do quadro, e é estrutural, servindo para prender o guidão.

felt: o garfo tem duas espigas. uma interna, metálica, outra externa, em fibra de carbono.

a fibra de carbono é um material extremamente plástico, ou seja, moldável de diversas formas, ao contrário do aço.  assim, é de se esperar que apareçam novas formas e medidas de se prender os garfos aos quadros e os guidões aos garfos.  se seu quadro é antigo, é bem provável que seja standard. alguns quadros de aço são over. mas hoje, a quase totalidade dos quadros de alumínio e carbono são over ou usam outras medidas ainda maiores.  portanto, é sempre bom consultar eu mecânico de confiança ao trocar a caixa de direção.

e se quer usar uma mesa over do sistema aheadset num quando que é standard e usa um a caixa de direção de rosca, faça como eu fiz numa bike minha:  use um adaptador! eles existem em praticamente qualquer bicicletaria e são baratos.

adaptador

adaptador simples

 

 

 

 

 

Anúncios

13 Respostas para “caixa de direção e mesa/avanço

  1. excelente seu histórico! Queria só alertar que por algum tempo usei um adaptador idêntico ao ilustrado na última foto e este quebrou (isso mesmo, quebrou, ainda tenho ele guardado) junto ao quadro. Durou menos de um ano (nota: a mesa original durou nada menos que 19 anos na bicicleta e só troquei porque a rosca do novo garfo não era compatível). Abs

  2. o chinês genérico definitivamente não vale a pena, não me ferrei por sorte.

  3. Já usei adaptador GTS e Zoom. Quebrou. Não recomendo. Melhor usar a mesa específica para seu garfo.

    • tb, samir, gt quebra mesmo. e zoom não tem tanta resistência assim não. e pra alguém com sua força, tem que ser do garfo e nada standard, ma over. sistema criado pra caras fortes como vc.

  4. Eu montei uma moutain bike caloi antiga de quadro de aço carbono com a caixaria de direção standard! Só que eu montei a direção da bike todo no modo standard aheadset (sem rosca)! Eu peguei um garfo proshock e 80 r que desmonta a espiga do ombro e coloquei no lugar da espiga original que é over sem rosca, uma outra espiga de adaptação no diâmetro standard, também aheadset (sem rosca), e, aí eu montei o movimento de direção standard aheadset da marca gts e aí eu consegui no mercado uma mesa cross standard aheadset da marca zoom e na cor polida e montei esta mesa na espiga de adaptação e aí montei um guidown frystile nesta mesa. Aqueles tipo de guidowns de cross. E não é que a montagem foi um sucesso total! ☺😀 Ficou show de bola! Aguenta trilha pesada e tudo mais! ☺ Eu até recomendo para quem tenha moutain bike com a cabeça do quadro standard. Ficou super resistente e firme! 👍 Aí eu já fiz várias sugestões para as fábricas de peças para bicicletas que o sistema standard sem rosca é excelente e muito resistente a ponto de suportar o ciclismo de trilha e até o de montanha e as demais modalidades que executem pulos e manobras radicais. O sistema standard pode ser tão resistente quanto o over desde que ele esteja montado com peças de boa qualidade! Aí eu sugiro que as indústrias também fabriquem peças para o sistema standard aheadset para todas as modalidades de bicicletas!

  5. Sensacional esse artigo. Eu estou a louco procurando um garfo standard para minha KHS Aero. Atualmente uso um standard com rosca e adaptador para a mesa ahead

    • Não adianta você pegar este garfo de rosca e fazer aquele trabalho de tornearia que enche de solda a parte da espigas onde é rosqueada e depois da um passe na parte da espiga do garfo onde ficou a solda no torno mecânico para tornar o restante da espiga do garfo em aheadset (sistema sem rosca), porque a espiga que é rosqueada é mais curta do que a que é lisa ou aheadset. Se este garfo não for de espiga desmontável do restante do garfo, você realmente vai ter de trocar este garfo por outro que seja com a espiga standard aheadset (sem rosca). Veja à marca FBI. Eu até, já consegui encomendar um garfo rígido de alumínio com a espiga standard sem rosca na mão do próprio pessoal da FBI! É uma marca nacional de grande qualidade!☺ Pesquise na Internet dobre ela. Se você conversar direitinho com o pessoal de lá, eles te vendem o garfo direto da fábrica. Aqui deixo minha dica.

    • Não adianta você pegar este garfo de rosca e fazer aquele trabalho de tornearia que enche de solda a parte da espigas onde é rosqueada e depois da um passe na parte da espiga do garfo onde ficou a solda no torno mecânico para tornar o restante da espiga do garfo em aheadset (sistema sem rosca), porque a espiga que é rosqueada é mais curta do que a que é lisa ou aheadset. Se este garfo não for de espiga desmontável do restante do garfo, você realmente vai ter de trocar este garfo por outro que seja com a espiga standard aheadset (sem rosca). Veja à marca FIBI. Eu até, já consegui encomendar um garfo rígido de alumínio com a espiga standard sem rosca na mão do próprio pessoal da FIBI! É uma marca nacional de grande qualidade!☺ Pesquise na Internet dobre ela. Se você conversar direitinho com o pessoal de lá, eles te vendem o garfo direto da fábrica. Aqui deixo minha dica.

  6. Este adaptador pode ser resistente se ele for de marcar boa. Têm destes adaptadores da marca GTS que são muito bons! Agora, estes mesmos tipos de adaptadores poderiam ser fabricados em aço inox. Seria bem mais resistente e teria o mesmo peso aproximadamente. Eu acho que até os quadros das bicicletas poderiam ser fabricados com aço inox.

  7. Parabéns ! Ótima explicação.

  8. Renato Banks de Camargo

    Eu montei uma moutain bike em um quadro que têm a caixa de direção standard. Eu montei o sistema de direção no modo aheadset com a mesa standard aheadset(sem rosca). Confesso que essas mesas são difíceis de se encontrar no mercado, mas, contudo, com uma procura bem minuciosa, é possível encontrar mesas que são do padrão standard aheadset! Eu montei na moutain bike minha, e ficou show! O sistema é super-resistente! Eu sempre pratiquei trilha com ela, e nunca rolou de quebrar nada na direção dela! E nem dá folga nenhuma também no movimento. Super resistente e prático de se montar no quadro da bicicleta! Eu não me arrependo de ter feito este investimento na minha moutain bike de caixaria de direção standard. Existem modelos de garfo de boa performance e qualidade que são do padrão standard aheadset. Se a pessoa pro irar direitinho na Internet, ela encontra destes garfos. É só procurar. Estou com este sistema montado já há mais de 4 anos na minha bike! E até hoje nunca rolou de dar nenhum problema no funcionamento. Então que possuir aí qualquer quadro de mtb que seja de caixa de direção standard, não precisa se desfazer do quadro para adquirir outro quadro que seja de caixaria over não. É só fazer a montagem neste esquema que eu fiz na minha. Que fica show de bola! Abraços pessoal!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s