bicicletário / paraciclo: como não fazer

o pior dos mundos possíveis!

pra clarear conceitos: paraciclo é aquela estrutura de metal onde se prende a bicicleta. bicicletário é um local fechado, com vigilância, onde há paraciclos.

só podendo prender a roda, só sobra a roda....

só podendo prender a roda, só sobra a roda….

muitos locais possuem paraciclos, e outros locais, como escolas, shopping centers, supermercados, empresas e etc, também possuem bicicletários. em muitas cidades, esses locais existem por imposição legal. é o caso de são paulo, que possui a lei municipal nº 14.266, que trata do assunto. mas vamos aos paraciclos. essas estruturas, normalmente metálicas, servem para 3 coisas: dar suporte à bicicleta parada, permitir que seja presa à ela, e ordenar seu estacionamento.  mas, se feita devidamente errada, ela pode não fazer nada dessas 3 coisas.

sem suporte lateral pra roda, permite que ela entorte.....

sem suporte lateral pra roda, permite que ela entorte…..

vamos item a item:  suporte: a bicicleta pode ser suportada em posição normal ou em pé. em pé, presa a ganchos. mas em pé, ela precisa ser levantada. quem acha que todo ciclista levanta sua bicicleta?  imagine a moça de 1,52 de altura em sua linda bicicleta feminina de quadro em U, que pesa quase 16 kg, mais os alforjes com as compras, levantando a bicicleta no ar para prendê-la em pé. melhor ainda, imagine que essa moça tem 64 anos. claro, ela não pendurará a bicicleta ali. ira colocá-la em outro lugar. ou simplesmente evitará o estabelecimento. em sua posição normal, a bicicleta pode ter apoio para o quadro ou apenas para as rodas. se apoiada no quadro, ela estará estável. já apoiada apenas nas rodas… ah, ela pode cair para o lado. e claro, o peso da bicicleta fazendo alavanca em direção lateral à roda… ah, que forma legal de entortar uma roda! claro, todo ciclista sabe disso, e evita esse paraciclo, conhecido como entorta rodas… prender a bicicleta: os três piores tipos de criminosos do mundo são: assassinos, estupradores e ladrões de bicicleta.  sem hierarquia entre eles. todo ciclista acha isso. se duvida disso, pesquise sobre linchamentos (aquela coisa horrorosa que é a negação do estado de direito, mas é uma explosão de fúria popular contra um criminoso). o que a gente vê de gente batendo em ladrão de bicicleta, no mundo inteiro, não tá no gibi.

levaram a bicicleta, pois o paraciclo foi aparafusado (!!!) ao chão, em vez de chumbado.

isso dá a medida do apego do ciclista à sua bicicleta. e, portanto, explica por que o ciclista prefere parar sua bicicleta presa a um poste na rua, bem presa por uma boa u-lock e cabos e correntes, a parar a bicicleta num entorta-rodas qualquer. ciclista que tranca sua bicicleta gosta de deixá-la bem trancada. ele gosta de usar uma trava forte prendendo uma roda e o quadro, e uma segunda trava prendendo a outra roda. alguns (como eu), fazem isso até quando as rodas possuem travas anti-furto (um pouco de paranoia na hora de prender a bicicleta não faz mal a ninguém… hehehe). nessa hora, nada bate em funcionalidade o formato do U ou R invertido. esse paraciclo permite encostar a bicicleta e travar quadro e rodas adequadamente. é o melhor tipo.

U-invertido: melhor paraciclo, até para prender outros veículos!

agora, ganchos na parede, grelhas entorta-rodas e etc, não permitem prender a bicicleta adequadamente. ordenar o estacionamento: ordenar o estacionamento das bicicletas é uma arte para quem não pedala. pra quem pedala, é fácil. a bicicleta chega sendo pedalada ou empurrada. lembre disso. então, deve ter o caminho desobstruído até o paraciclo. e claro, deve permitir que a bicicleta seja presa a esse paraciclo. claro, sempre tem algum mané que instala o paraciclo num lugar qualquer e a bicicleta não chega a ele ou simplesmente está tão mal-instalado que não dá para prender a bicicleta! casos clássicos são de U invertidos colados a paredes, ou tão próximos entre si que não se permite colocar muitas bicicletas.

tá fácil colocar a bicicleta ali, com essas lixeiras no caminho, não é?

é muito comum que esse local para a bicicleta seja improvisado, feito de qualquer forma, num cantinho qualquer… num espaço que não era usado mesmo… ou seja, respeito pelo ciclista, que é bom, nada.

paraciclo ruim: a bicicleta é presa de outra forma…

claro, se você vai guardar sua bicicleta em casa, pode guardá-la do jeito que quiser.  ma se você vai criar esse espaço em seu negócio, um pouco de atenção no que faz pode ser a diferença entre ganhar publicidade gratuita nessa imensa rede de troca de informações, ou queimar a imagem de seu estabelecimento num grupo de consumidores que cresce em tamanho de forma alucinante. então, antes de sair fazendo qualquer caca, planeje direito. se vai ter a assessoria de um profissional (arquiteto e etc), contrate um que pedale. pois o que é feito de besteira por gente que não pedala, não entende do assunto e se mete a projetar paraciclos (ou até bicicletas!) não tá no gibi.

10 Respostas para “bicicletário / paraciclo: como não fazer

  1. Odir,

    E o que vem a ser “paraciclo” para o público leigo? A palavra paraciclo pode ser substituida perfeitamente por bicicletário ou suporte facilmente. E tudo com o benefício de facilitar o entendimento.

    • Como está no início do texto: “pra clarear conceitos: paraciclo é aquela estrutura de metal onde se prende a bicicleta. bicicletário é um local fechado, com vigilância, onde há paraciclos.”

      • Camila,

        Há na minha pergunta uma certa dose de ironia. Uma palavra que toda vez tem de ser explicada como: “aquela estrutura de metal onde se prende a bicicleta”.

        Essa distinção que o Odir defende só existe em São Paulo e é usada apenas por técnicos e “cicloativistas”. Para o público leigo a distinção entre paraciclo e bicicletário só confunde. Mas…

  2. Muito boa a matéria! Compartilhamos em nossas redes, perfeito! Abraços

  3. Estes estão na Decathlon Morumbi: https://dl.dropboxusercontent.com/u/10130357/ParacicloMorumbi.jpg
    Paraciclo certo, mas instalação desastrosa…

  4. Odir, você por algum acaso sabe qual é o procedimento para se instalar paraciclos em formato de U, chumbados no chão em lugares públicos, tipo na calçada em frente a um prédio em que não há estacionamento, e tampouco algum lugar para guardar a bike (como no caso do lugar onde possivelmente irei morar?
    posso fazer o serviço às minhas custas ou tem que haver algum tipo de solicitação e planejamento de alguém especializado?

    vlw

    abs

  5. Gostei do artigo. Coloquei-o nas referências de http://www.acbc.com.br/mobilidade/guia-bicicletario/ e copiei suas fotos para o álbum de exemplos fotográficos – que tal?

  6. Otimo artigo… Morro de raiva desses suportes entorta rodas, tem deles na minha faculdade e eu sempre prendo em arvores ou postes, mas agora no ligar onde moro botaram essa merda tbm e eu tenho evitado usar… Mas sempre uns retardados botam minha bike la, e sem delicadeza nenhuma (ja achei minha bike, meu xodó das trilhas e transporte, caindo pro lado, só com a roda da frente presa ao bicicletario), enfim, vou mandar este artigo ao sindico, pq a maioria das pessoas aqui não são ciclistas, e são leigas no assunto, e eu sou um dos unicos “chatos” que não colocam a bicicleta no “bicicletario”, espero que com ele vendo e entendendo o assunto pelo menos me deixe manter a bike fora do suporte, ou mude para um em “R” ou em “U”

  7. otaciliovieira@msn.com

    Olha ai situação que eu passei em um shopping em fortaleza.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s