A VIDA NUA – um braço arrancado

ciclista, em são paulo, muitas vezes sente-se absolutamente nu. absolutamente vulnerável. pois leis de trânsito, em são paulo, nada significam quando se fala de ciclistas.

foto de manifestante na WNBR, em porto alerge, ontem.

foto de manifestante na WNBR, em porto alerge, ontem.

não à toa existe já há anos a pedalada pelada, a manifestação brasileira da world naked bike ride (como aconteceu ontem, relato aqui), a manifestação mundial que acontece em grandes cidades onde a sensação é a mesma.

o interessante é que motoristas sempre alegam não terem visto o ciclista. mas claro, se o ciclista estiver nu, aí é visto…  todos vêem ciclistas pelados. nunca vêem ciclistas vestidos. e os atropelam.

quando ciclistas protestam, seu protesto é desqualificado. quando o protesto envolve nudez, aparecem aqueles programinhas emburrecedores da TV, pra tirar uma onda. ontem, na pedalada pelada de são paulo, uma rede de tv que possui um programa desses mandou sua produção para gravar um quadro desqualificador. não gravaram, foram impedidos de uma forma um tanto hilária.  os que querem fazer os outros de objeto risível ficaram em irritadinhos ao serem eles o objeto do riso. a notícia está aqui.

mas claro, sempre há os que desqualificam o protesto dos nus. os que dizem que isso não é necessário, que isso é bagunça…

ei mais um motivo para protestos. horas depois da manifestação, trafegando pelo bordo  da pista na mão de direção, conforme determina o artigo 58 do código de trânsito brasileiro (que não especifica lado, esquerdo ou direito), um ciclista é atropelado.

e aí o horror. o ciclista é atropelado por um motorista bêbado. tem seu braço amputado. o braço cai dentro do carro, e o que faz o motorista? foge. nega socorro. depois, impedindo o reimplante do braço, joga-o num rio. clique aqui e leia a notícia, veja a foto do meliante escondendo-se .

esse fato e tantos outros são o motivo pelo qual tantos protestos, os mais variados, são necessários. enquanto a máquina se sobre por à vida humana, enquanto pessoas acharem que podem dirigir máquinas ébrias, e outras acharem que estão fazendo bem em avisar os bêbados sobre blitzes, enquanto houver em são paulo áreas onde o ciclista não pode trafegar em segurança, enquanto o ciclista for tratado como cidadão de segunda categoria, ou melhor, como não cidadão, protestos são necessários.

quem pode negar o grito de quem está sendo morto, machucado, ferido, por não fazer mal a ninguém? quem ousa dizer injusto o pleito de quem apenas quer ser respeitado em sua integridade?

essa é a questão.  pode-se permitir que seres humanos sejam tratados como coisas? suas partes do corpo como dejetos, sendo jogadas em córregos como odiosamente se faz com o lixo? e se fosse você, seu irmão, sua irmã, seu pai, sua mãe, seu amigo? essa barbárie seria aceitável?

os que acham que não se deve aceitar essa barbárie estarão na avenida paulista, a partir das 16 horas. para mais uma manifestação. mais uma. pois muitas serão necessárias até que essa cidade se torne um local para seres humanos viverem, e não penas sobreviverem entre monstros que dirigem máquinas de metal.

gritar é mais uma vez necessário. infelizmente.

Anúncios

2 Respostas para “A VIDA NUA – um braço arrancado

  1. Acho que a liberdade tem que ser uma via de mão dupla.
    Vocês tinham o direito de fazer o protesto e a equipe de TV também tinha o direito de cobrir/apoiar/ridicularizar o protesto de vocês.

  2. Não consigo entender essa ideia de tirar a roupa, aonde isso vai nos levar?! Não vivemos naquela época de olhar tornozelos, acredito friamente, que precisamos atingir o governo no que lhe é sagrado, o dinheiro. Aí eles vão nos dar ouvidos. Mas, pra isso, precisamos de “um reino do consciêna, ou nada”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s