qual a marca da sua bicicleta?

você sabe a diferença entre marca e produto? produto é a coisa em si. marca é apenas um sinal distintivo que se coloca em cima do produto para diferenciá-lo de outros da mesma espécie.

mesa de bicicleta caloi, que rachou no meio da ciclovia da marginal pinheiros em são paulo, por fadiga precoce

mesa de bicicleta caloi, que rachou no meio da ciclovia da marginal pinheiros em são paulo, por fadiga precoce

marcas são registradas. os produtos podem ser registrados, por algum tempo, se eles decorrem de uma inovação. daí eles recebem uma patente. se apenas se modifica o uso, trata-se de um novo modelo de uso, portanto também há uma proteção por algum tempo, se registrado. o mesmo acontece com o desenho industrial, que em geral é chamado pelo nome em inglês: “design”.

uma marca de alguém pode ser colocada num certo produto por licenciamento. mesmo que quem tenha fabricado aquela coisa não tenha sido a pessoa que colocou a marca. é o caso de brinquedos da xuxa. a marca “xuxa” é licenciada para ser colocada em determinados brinquedos. mas a xuxa não tem a fábrica de brinquedos. foi feito o brinquedo por outro fabricante.

lance armstrong no contra-relógio do TDF de 1999. essa trek na verdade é uma ltespeed blade  pintada com a marca trek.

lance armstrong no contra-relógio do TDF de 1999. essa trek na verdade é uma ltespeed blade pintada com a marca trek.

é justamente por não necessariamente ser o produto vendido com uma marca produzido por aquela empresa, que temos um descolamento entre o produto e a marca. acrescente-se a isso o trabalho de markenting e publicidade, o tal “agregamento de valor”, e temos um produto que pode custar muito mais do que ele de fato vale. “agregar valor”, segundo um coleguinha ciclista que é da área de markenting, é a técnica de fazer alguém pagar 3x por um produto que vale x.

mas ainda há um segundo fator: o produto cuja marca é imitada. o tal produto falsificado.

o produto falsificado é o produto ruim que se utiliza criminosamente de uma marca conhecida, colocada nele, naquele produto, para que seja vendido, ludibriando (ou pior ainda, com ciência!) o consumidor.

às vezes a coisa não está bem clara também. às vezes temos um produto que é vendido como produto OEM.

na fábrica da giant, caixas com bicicletas giant e scott esperando para serem carregadas. foto de uma galeria de fotos da fuji bikes. clique na foto e veja o excelente post.

O sistema OEM-VAR (vale clicar no link e ler o texto) consiste em haver um fabricante original (Original Equipment Manufacturer) que produz e vende o produto, sem marca alguma, para um montador/vendedor (Value Added Reseller) que então vende esse produto ao consumidor final.

Alguns grandes fabricantes de bicicleta possuem às vezes produtos de fabricação própria e produtos de fabricação OEM, feitos por outrem. pra dar um exemplo, citemos a trek nos anos 90.

nos anos 90, a linha de montain bikes da trek, no caso dos quadros da série 900 (920, 930, 950, 970) eram feitos pela trek nos e.u.a. já série 800 (800, 820, 830, 850) eram feitos por um fabricante OEM em taiwan. isso não quer dizer que eram produtos ruins, embora fossem bicicletas mais baratas. muito antes pelo contrário, as trek 830 e 850 tinham quadros mais leves que os da série 900 que eram cachimbados. eram feitos não com tubulação true temper de fabricação americana (os usados na série 900), mas com excelentes tubos tange de fabricação japonesa. e com uma solda tig excepcional.

outros fabricantes atuais, como a surly e a habanero, são vendedores VAR de quadros OEM de taiwan. e os quadros de cromo da surly são de qualidade excepcional (podem não ser leves mas têm geometrias e um cuidado na feitura, um alinhamento pouco comum em quados dessa faixa de preço). já os quadros de titânio da habanero são mais baratos que quadros feitos nos e.u.a. quem tem costuma elogiar. parecem muito bem feitinhos também.

o fato é que o sudeste asiático desenvolveu uma industria fenomenal. não há produto tecnológico feito no ocidente que não possa ser feito no oriente. um exemplo vem da relojoaria. a suíça produz relógios muito luxuosos. mas o relógio de pulso mais preciso do mundo é um modelo da citizen, que atrasa ou adianta 1 segundo. ao ano! (para feitos de comparação, um relógio a quartz comum atrasa ou adianta 15 segundos ao mês. e um relógio mecânico com certificado COSC, cronômetro, atrasa ou adianta 4 segundos ao dia.).

a giant, a empresa taiwanesa, é há uns 30 anos o maior fabricante de quadros de bicicleta do mundo. aliás, o único fabricante de quadros de bicicleta que tinha e tem sua própria fábrica de tubos, de aço, de alumínio e etc. é também o fabricante OEM dediversas marcas que vemos por aí, como a scott. sim, sua scott foi feita pela giant. aliás, a giant, embora fundada em 1972, só lançou marca própria em 1986. mas muita schwinn e muita nishiki rodam por aí, foram feitas pela giant, desde 1972…

você já ouviu falar em dorel industries? e em cannondale, gt ou mongoose?

já a kinesis é fabricante OEM de quadros da trek, por exemplo. e também da kona. dizem os boates que os quadros da caloi strada vermelhinha, modelo 2010, eram feitos pela kinesis. são elogiados. já os atuais…. vai saber quem faz!

e aqui vale uma outra explicação. caloi, como muitas outras marcas brasileiras, há muito são importadores VAR de quadros de fabricantes OEM da ásia. não fabricam boa parte dos quadros que vendem. mas são responsáveis pelo que vendem. a caloi tem tido muitos casos – o facebook tá cheio de fotos sobre isso – de quadros, garfos e peças que rompem. quebram. racham. de quem é a responsabilidade? da caloi. é ela que comercializa. é ela que escolhe de quem comprar, e de qual padrão de qualidade exige que a peça seja produzida.

o produto sem marca em si não é ruim. o produto com marca em si não é bom. o que confere qualidade ao produto é sua fabricação, não um nome ou desenho pintado sobre ele.

e aí vale pensarmos novamente sobre os ditos produtos falsificados.

por exemplo, uma mesa com a marca ritchey que não consta do seu site… hummm. o que garante que essa peça, não fabricada pela ritchey nem por um fabricante OEM contratado por ela não vai se romper no meio daquela descida de morro cheia de pedras e barro? se essa peça se rompe, instantes depois podem ser seus dentes e maxilar se rompendo também…

e aqueles óculos “oabley”? ah, iguais aos originais. e a proteção anti-UV? melhor aqueles óculos tipo EPI, de casa de material de construção… é, não são espelhados, não têm glamour, mas tem proteção anti-UV….

é. tenha amor aos seus próprios ossos. antes de sair comprando qualquer coisa pela internet, pesquise. não procure marcas sérias, procure produtos sérios. pesquise. não seja um comprador do oba-oba! não saia comprando por impulso. bicicleta é veículo, e se quebra numa descida você pode até morrer. e claro, lembre, queno mundo das bikes, a bicicleta não faz tanta diferença. o que faz diferença mesmo é perna. e isso não se compra nem tem marca.

Anúncios

14 Respostas para “qual a marca da sua bicicleta?

  1. Belo post!
    Aproveitando, já ouviu falar de uma fabricante de quadros chamada Taiggra?

  2. Olá. Isso me lembra da primeira bicicleta de “marca” que tive… sempre andei de bicicletas de bicicletaria, aquelas que não se sabe onde foi montada, até meus 17 anos quando ganhei minha Caloi! Como aquela música dos mamonas, minha felicidade foi o crediário da minha vó!
    Modelo “T type”. Bicicleta super moderna, daquelas que só tem um cano, na época totalmente cilíndrico no meio. Depois de 8 meses de uso o quadro rompe bem na solda, resultado o osso que sustenta minha mandíbula nunca mai s voltará no lugar. Eu estava pulando uma guia, pois sengundo o fabricante ela era ideal para trilhas médias. Agora depois de peritos… estou perto de ganhar uma indenização da caloi, vivendo com um osso

  3. Sei que a Caloi Konstanz não é fabricada no Brasil por ter um quadro “especial”. Minha dúvida é : Porque não fabricam mais a clássica ceccizinha ?

  4. Pingback: qual a marca da sua bicicleta? | as bicicletas | Marcas e Patentes

  5. Ola. voce passou algum inibidor de ferrugem no interior do quadro da sua SURLY?

  6. Ola ODIR, as caixas de direcao CANE CREEK S8 comecializadas no Brasil é feito por fabricante OEM?

    • sinceramente, naõ sei dizer. mas acredito que sim. a questão não é ser feito por fabricnate OEM ou não, mas tb pelo controle de qualidade da cane creek. tenho duas bikes com caixas cane creek e nunca deram problemas, e olha que tão rodando muuuuuuito.

  7. Odir, sabe dizer a diferença da caixa de direcao cane creek entre a S3,S6eS8?

  8. Boa tarde!
    Tenho uma Bicicleta antiga que tem um brasão na frente escrito “Preferida” com o desenho de uma àguia (marca reg. brasileira)….. Alguém pode me ajudar em fornecer maiores informações?
    Desde já agradeço.

    Adriano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s