tour de france, o negócio. ESPN, o desperdício.

os três maiore$ mai$ lucrativo$ eventos esporttivos do mundo são, por ordem: copa do mundo de futebol, olimpíadas, tour de france.

bradley wiggins – sky procycling. primeiro britânico a vencer o tour de france. camisa com patrocínios em todas as direções.

sim, o tour de france só perde para copa do mundo de futebol e das olimpíadas. claro, comparando edição a edição. mas há um detalhe que desequilibra a conta: olimpíadas a cada 4 anos, copa do mundo a cada 4 anos, e o tour de france é anual. assim, uma conta justa compararia a copa do mundo a 4 tours de france, comparado por período igual. e daí o tour de france ganharia de lavada em relação a toda a economia que movimenta.

isso dá a medida do negócio bicicleta. o tour movimenta muito, mas muito dinheiro, não permitindo que se faça uma estimativa que não seja superlativa e mesmo assim aquém do volume real. pois como computar os ganhos da pequena lanchonete de uma cidade de 10 mil habitantes por onde partirá, passará ou chegará uma etapa do tour? não dá para computarmos, mas faz parte do volume de dinheiro envolvido.

o tour oferece exposição mundial a uma marca. é transmitido por pelo menos 78 cadeias de televisão em cerca de 170 países! que evento anual consegue isso?

antes da passagem dos ciclistas, há a caravana publicitária. cerca de 160 carros publicitários  coloridos passam expondo os patrocinadores. cerca de metade dos que vão ver a corrida chegam antes para ver a caravana. ela, por si só é um evento. o investimento de cada empresa a figurar na caravana, para participar, é de cerca de 300.000 a 500.000… euros! (euro a R$ 2,46, faça a conta!).

o maior prêmio, dado ao vencedor, é de 450 mil euros. faça a conta…

pense que algo precisa sustentar tudo isso. a publicidade em torno do tour é gigantesca. e incorporada ao tour de forma que parece natural.  tanto a publicidade dos patrocínios dados à competição, como dos patrocínios dados aos participantes: as equipes, as marcas nos uniformes, nos nomes das equipes… pois claro, vemos equipes com nomes de petrolíferas (astana, liquigas), laboratórios e loterias (omega-pharma, française de jeux), bancos (saxobank), montadoras de automóveis e redes de lojas (radio shack-nissan) e etc.

e tudo isso é possível pois os expectadores do tour ao redor do mundo contam-se em centenas de milhões, senão mais de um bilhão de pessoas que, nos mais de 20 dias da competição tenha prestado atenção em alguma cena do tour.

desde 1993 o tour tem um evento para amadores, onde se percorre, numa corrida, o percurso de uma única etapa – às vezes fazem duas edições, com dois  percursos. esse ano o brasil teve a quarta maior delegação, com cerca de 200 ciclistas inscritos.

este ano não escrevi antes do tour, mas o post do ano passado que tinha links para se ver pela internet teve cerca de 500 visitas diárias. e esse é um blog obscuro. no fórum do site http://www.pedal.com.br, tópicos são abertos etapa a etapa, para discussão. não raro passam de 10 páginas de comentários. portanto, no http://www.pedal.com.br, a exposição dos banners é alta nessa época.

é fato, a audiência do tour de france é gigantesca no mundo e cresce no brasil, ano a ano, visivelmente. a quantidade de menções no facebook, em grupos da internet e etc. é grande. e claro, muitos, mas muito curiosos, novos no assunto, interessados.

há um público em formação no brasil, composto por todo ciclista. qualquer um que ande de bicicleta por aí é um potencial expectador, leitor de notícias e etc.

há pelo menos 3 anos a ESPN transmite o tour no brasil. tem direitos de transmissão até 2014. costuma ser transmitida com o jornalista ari aguiar fazendo a narração e celso anderson como comentarista. percebe-se ano a ano o quanto ari aguiar tem se esforçado para entender o assunto. nas primeiras transmissões era perceptível seu amplo e imenso desconhecimento do ciclismo de estrada, e hoje percebe-se o quanto tem se tornado um fã do esporte.

já celso anderson torna-se um comentarista de tv cada vez melhor. gosto dessa dupla, do trabalho deles.

por outro lado, o canal deixa muito a desejar. pois é irregular na transmissão e com isso desmerece o trabalho da dupla. basta dizer do que fizeram na etapa de 21 de julho, durante a transmissão  do último contra-relógio, individual.

a transmissão da ESPN já tinha sido irregular em outros anos. nesse ano, transmitiu durante duas semanas e meia no canal 60, daí pulou para o canal 70, pois transmitira um campeonato de golfe no canal 60. no canal 70, todavia, no dia 21, transmitiu apenas a partir da chegada. sim. começou a transmissão na premiação dos vencedores da etapa: começou e acabou.

isto pois manteve a transmissão de um jogo de tênis.

ao que consta, estava transmitindo apenas no canal HD, de um pacote mais caro que os habitualmente assinados pelos consumidores de classe média. no mural da página da ESPN na internet de cada 10 comentários, 9 eram xingamentos. de acusações justas de desrespeito ao consumidor, a palavrões – expressões de pessoas realmente iradas, que ao invés de dormir até tarde no sábado ou ir para outros compromissos, ficaram na frente da tv aguardando o início da transmissão, passando por solidários que lá colaram links para que se visse a transmissão em canais estrangeiros.

o interessante é que nenhum grande canal de esporte do mundo, que estivesse transmitindo, deixou de transmitir o tour para transmitir algum outro esporte. nesses outros canais, como a eurosport, o tour de france teve transmissão prioritária. claro, são canais cuja direção é profissionalizada, e atenta onde há maior público atualmente e em potencial de crescimento.

o fato é que quem, dentro da ESPN aqui no brasil optou por não transmitir a etapa do dia 21 e transferir de canal a transmissão nos dias anteriores, causou profunda desconfiança e insegurança na transmissão dos eventos ciclísticos. e mais, empurrou mais gente para assistir às competições via internet ou pelos canais étnicos. ou desestimulou os novos aficionados.

pergunto-me hoje por que devo manter a assinatura da ESPN. a internet me dá essa transmissão gratuitamente, e certa. a ESPN custa, nem sempre transmite, ou apenas passa gravações, como fez no próprio dia 21. não transmitiu no horário certo e reprisou à tarde, quando o aficionado do esporte já havia companhado via internet.

bom, a ESPN perdeu pelo menos um assinante em são paulo: eu. assistirei a vuelta de españa, esperando uma sanguinária disputa entre alberto contador e andy schelck, pela internet. recomendo a todos que estejam lendo esse post que façam o mesmo. economizarão na assinatura dos canais ESPN, pois não há como confiar. é desperdício.

 

Anúncios

6 Respostas para “tour de france, o negócio. ESPN, o desperdício.

  1. Quando é a vuelta? Posta o link para assistirmos 🙂

  2. SILVIA N. B. OLIVEIRA

    faço minhas as suas palavras! excelente txt prof!
    (isso sem contar q a ESPN ainda transmitia so um pequeno pedaço da etapa, a noite e bem tarde. ) #ESPNfail – ainda bem q esse ano eu vi pela net! pude ver tdas as etapas por completo! ^^ \o/

  3. A transmissão da ESPN foi uma b***sta, sim, e aqueles dois apresentadores não são bons, de forma alguma. Sabem muito é mandar abraços pra um monte de não-sei-quemzinho. Ficam batendo papo em lugar de prestar atenção na corrida. Mal sabem inglês e a pronúncia dos nomes em francês é ridícula.

  4. Eu dou dinheiro para quem me presta um serviço de qualidade. Por isso cancelei a assinatura de todos os canais de TV e assino Netflix, e assinaria a Eurosport se eles aceitassem clientes de fora da Europa.

  5. ÔÔÔ Paulo Rafael estou contigo em gênero e número e acrescento mais:
    A TV fica mostrando alguns lugares sensacionais e m onumenrtos belíssimos e os dois ficam falando bobagens .(aliás o tal de clóvis é ignorante ao extremo e repete as mesmasx besteiras o tempo todo).Sabe o que eu fiz Paulo?:tirei o som da TV.

  6. Esse post continua atual. A ESPN continua prestando um péssimo serviço aos seus assinantes amantes de ciclismo. O tour vai caindo de canal pra canal, até eles terem a coragem de anunciar a transmissão no tal watch espn que é uma mídia online e nem todos os assinantes do canal conseguem logar para assistir.
    Fora a grade de programação do site, que mesmo enquanto a prova não está sendo transmitida, em detrimento de outro esporte mais importante($$), continua mostrando o tour na grade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s