shimano: trocador de 9v, cassete de 8v, 7v…

essa é especial para  ciclo-turistas. é especial também pra quem gosta de subverter o sistema. eu gosto. meu primeiro audax, em 2003, foi feito com uma bicicleta cujas alavancas de quadro indexadas pra 8v., alemãs, eram sachs arsis 5000. o câmbio traseiro um campagnolo athena bem antigo, o dianteiro era um suntour honor. a corrente era kmc. e o cassete sram, montado num cubo shimano, era de 7 velocidades, misturando pinhões da shimano e da sram. os manetes de freio eram tektro e os freios eram dia compe…

nada batia com nada, mas tudo batia com tudo, funcionava que nem um reloginho aquela bike. ainda tenho boa parte das peças dela, um dia, se conseguir um quadro antigo de cromo que se possa montar com alavancas de quadro, eu monto. crianças, aceito doações, tamanhos entre 51 e 54…

mas a questão é a seguinte: imagine que você está lá com sua bela bike de 27 velocidades, viajando por esse mundão aí… você sabe, que o cassete e a corrente vão abrir o bico justamente onde você estiver sem possibilidade de repor essas peças. é a lei de murphy… e aí?

aí você dará sorte de encontrar um cassete de 8 velocidades. corrente arranjará, a corrente de 8v e de 7v. são iguais. e a distância entre os pinhões do cassete de 7v. e de 8v. são iguais. logo, se você tem um trocador que troca 8v. você consegue instalar um cassete de 7v. e fazer funcionar bem. sobrará um clique morto no trocador direito, mas isso é o de menos.

mas o problema é fazer seu trocador de 9 velocidades trocar 8 v. (e portanto 7v. também). pois a distância entre os pinhões do cassete de 8v. e 9v. são diferentes. a corrente de 9v. é até mais estreita…

a solução é dada pela própria shimano. todo câmbio traseiro shimano – que não seja dyna-sis – tem duas rotas possíveis para se prender o cabo. uma rota é a que você vê na sua bicicleta atualmente. a outra rota é para fazer esse câmbio traseiro compatibilizar-se com a linha antiga do grupo dura-ace.

a linha dura-ace, até 8 velocidades, usava uma taxa de puxada de cabo diferente do resto da linha shimano. e de acordo com a filosofia da empresa, se você tem um grupo dura-ace, tem que conseguir reposição das peças quebradas ad aeternum, ou pelo menos por um bom tempo, com equivalentes atuais compatíveis.

como não houve mudança nos câmbios dianteiros, mas apenas nos câmbios traseiros, a linha moderna dos câmbios traseiros que usam a taxa 2:1 (ou seja, qualquer um que não seja dyna-sys) tem que ser compatível com um trocador dura-ace de 6, 7 e 8 velocidades…

como a shimano resolveu isso? se você observar bem aquela peça onde o cabo do câmbio traseiro é preso, você verá que há outra posição para prender. olhe a lustração abaixo:

você nunca prestou atenção nesse detalhe, não é?

na posição B indicada na ilustração acima, muda a forma de se puxar o cabo, assim o trocador antigo do grupo dura-ace funciona com o câmbio moderno.

mas e se for um trocador shimano moderno – que não seja dyna-sys – o que acontece se instalarmos o cabo assim? pois é, esse é o pulo do gato. se o trocador é de 9 velocidades, seja ele de mountain-bike, de guidão reto, seja ele STI, para guidão drop, seja alavancas de quadro, sejam trocadores de bar-end, sendo da shimano, esse trocador funcionará perfeitamente com o cassete de 8 velocidades!

as trocas serão precisas tanto quanto são com 9 velocidades. apenas haverá um clique morto no seu trocador. e claro, você manterá toda a precisão de trocas que seu trocador de 9 velocidades possui.

entendeu como faz? coloca o cassete de 8 velocidades no cubo. coloca a corrente. prende o cabo na rota alternativa. e então regula. simples assim, seu trocador de 9 velocidades funcionará….

p.s. isso também serve para você manter aquela sua trek antelope 850 de 21 marchas funcionando como um reloginho. se você quebrar num tombo os trocadores de 7 velocidades, coloque um de 8 velocidades e passe o cabo pela rota normal no câmbio traseiro. se colocar um trocador de 9 velocidades, passe pela rota alternativa. é só regular depois.

Anúncios

14 Respostas para “shimano: trocador de 9v, cassete de 8v, 7v…

  1. Aproveitando o gancho, e sem querer abusar, existe alguma manha dessas para fazer um câmbio traseiro Shimano de 10V funcionar com trocadores e cassete de 9V? Eu outro dia estava com um SLX 10V para colocar numa bike toda 9V, não consegui regulagem e acabei comprando um novo (quer dizer, velho de 9V), mas agora fiquei curioso para saber se não foi então falta de conhecimento meu…

    • não foi desconhecimento, realmente ainda não descobriram nenhuma manha pra linha dyna sys da shimano, que usa a taxa de puxada de cabo de 1.6:1, e não 2:1 como o resto da linha. se quiser usar um câmbio de mtb traseiro com STIs de 10 velocidades da shimano, use um câmbio de 9 v, sem problemas, ou um de 10 que não seja dyna sys. esse seu câmbio atual funcionará com 10v se você usar trocadores que não sejam dyna sys.

  2. Cara, você sabe me confirmar se eu consigo fazer isso, assim: um câmbio shimano altus (RD-M310), um cassete, 8v altus, e as alavancas shimano alívio 9v ??? desde já agradeço.

  3. olá! tenho uma dúvida: tenho um cubo shimano FH-MC10 para cassete de 7v e um cubo FH-RM30 para cassete de 8v e gostaria de saber se é possível tirar o hub do FH-RM30 e colocar no FH-MC10 de forma que eu possa colocar um cassete e 8v neste cubo. será que é possível? obrigado, excelente blog!

  4. Bom dia amigo! Dia 23/05 irei participar do BRM400km Guararema, do Randonneurs Mogi. Minha relação atual mais leve é 39×25, grupo 105 de 9v. Hoje levei no mecânico para colocar um k7 11×30, mas só tinha de 8v. Sabe dizer se é compatível STI 9v, câmbio 9v e k7 8v+corrente ? Lembrando q o k7 é de mtb. Tem risco de danificar no meio do Brevet?

    • olha., a se ver se seu câmbio suporta pinhão de 30 dentes. mas quanto à compatibilidade do sti com o cassete, só observar a trajetória do cabo com explicado no texto. explique isso ao seu mecânico.

  5. Olá.
    Estou em um caso parecido…
    tenho um HUB para 8v, cassete de 7v, cambio para 7v e trocadores de 7v também.
    A questão é que meu trocador não consegue puxar todas as marchas, dai cabei isolando a 1ª.
    Gostaria de saber se conseguiria resolver este problema, trocando o cambio traseiro para um de 8v (o qual na teoria teria maior amplitude de marchas).

    Atenciosamente.

  6. Bom dia amigo! Gostaria de saber se é possível colocar cassete de 10v num freehub de 11v ?um abraço!

  7. Bacana Ogum!
    Sempre vi seus comentários no pedal.com, mas não sabia do seu blog!
    Eu to com a seguinte configuração a ser montada:
    Cassete, Cambio Traseiro Altus M310 e Corrente = 8v; Cambio Dianteiro, pedivela, e trocadores = 9v. Montando o cambio conforme vc demonstrou, vai dar certo??
    Obrigado!

  8. Thiago de Carvalgo Ferreira

    Uma dúvida por favor. Meu kit é um shimano altus 8v (shifter m310, HG31 e cambio Altus). Comecei a pedalar na terra e esse câmbio bate muito. Fiquei interessado no Cambio tras. Acera M3000 (shadow) para não bater mais. Basta trocar que funciona? Se sim, monto na posição A ou B? Li 2 vezes e não entendi muito bem qual caso serve em qual posição.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s