os meus 300

fiz o audax de 300km desse final de semana, em são paulo. 301 kms e cerca de 3.500 mts de altimetria acumulada (a altimetria do bikely é furada, dá menos).

terminei bem e ruim. bem pelo tempo, dado o grau de dificuldade da prova pra quem tem a minha vocação genética pra longa distância: nenhuma! fiz em 18:15 hs. ruim pelas dores no corpo, todas decorrentes da agressão sofrida ano passado, quem vão implicar numa mudança acentuada no meu bike-fit, levantando consideravelmente o guidão.

eu já tenho dificuldades de acertar a bicicleta normalmente, pois tenho 1,70m de altura, 83 cms de cavalo e envergadura de 1,81 m. tronco curto, braços e pernas longos, o que pede um quadro curto e alto: 51 cms no comprimento, 54 cms na altura!

como nunca acho bicicleta nas minhas medidas, sempre pedalo com bicicletas esticando ao máximo a altura da mesa… e está baixa. as dores nos ombros, principalmente o direito, impõem um guidão um tanto mais largo e mais alto. vamos ver como vou conseguir fazer isso. mas preciso, para apoiar menos peso nas mãos, ficar um pouco mais ereto. atualmente o guidão está uns 10 cms abaixo do selim. dá pra brincar até 70 kms assim, depois começa a tortura.

preciso rever a relação de marchas. mesmo com a pedivela  compacta, 50-34, e 12-27 atrás, sofri um pouco. talvez pela longa, longa distância, talvez pelo fato do terreno ser bem acidentado, muitas subidas, muitas mesmo, e muito longas.

subidas muito longas pedem marchas bem curtas para que se suba rodando tranquilo…. e 34X27 não tava dando certo no final. vamos ver que mágica vou fazer pra manter os mesmos câmbios e trocadores….

o trajeto é muito bonito. eu gostei. serpenteamos ao redor de holambra, limeira, porto-ferreira, artur nogueira, eng. coelho, casa branca…. locais bonitos, sempre com pontos de apoio alternativos. não faltou água no caminho. e nos PCs, sempre isotônico e água à vontade, mini-lanchinhos, bananas e maçãs à vontade. no último PC, o 4, cup noodles pra quem tava apagando de fome como eu.

errei em não levar paçoca de amendoim desta vez. quis testar levar pouca coisa, e o teste indicou erro…

o tempo estava fechado durante a manhã inteira: neblina! mas à tarde, um solzão nos queimou, e à noite a temperatura baixou. mas não pegamos chuva, só umidade mesmo.

5 kms antes do PC 4 e eu quase apago. salvo pelo sachet de carboidrato, sugado até a última gota. saio pedalando e aparece o igor gabia, que me passa uns amendoins também. mesmo assim cheguei trêmulo de fome ao PC, onde devorei bananas e dois cup noodles. ali faltavam apenas 38 kms para o final.

bom, o trecho final foi feito com o igor, um outro colega e eu. nos últimos 200 metros, pra não negar a genética de não-randonneur, mas de explosão, eu dou um sprint.. só pra dar a aquecida. sempre consigo fazer isso no final, mesmo que esteja me arrastando. fiz isso em todos os audaxes que terminei, inclusive os dois 400 kms. não sei de onde sai, mas sai! hehe

no final a andrea estava me esperando. andra sacco e paulo lowentahl, meus pupilos como bike-anjo, fizeram o desafio 100km, e terminaram bem. agora é colocar pilha neles para fazerem 200, 300, 400….

andrea gentilmente me trouxe pra casa, cheguei aqui 4 da matina. dormi no carro, e só acordei em são paulo. descarreguei a bike, entrei no chuveiro de roupa de ciclismo e tudo (eu estava um nojo! nem sei como a andrea deixou eu entrar no carro dela…) e fui pra cama, não sem antes tomar um baita anti-inflamatório pras dores no ombro.

claro, domingo pós-audax é dia de fome e sede descomunais, e desta vez não foi diferente. hoje, segunda-feira, deu graças a deus por ter uma touring, lenta, mas bem confortável, com marchas bem curtinhas em guidão bem alto, pra ir à faculdade…. uma subidinha que sempre faço com aro 700c, 39×27, com tranquilidade, hoje estava pesada com aro 26(1,25), e relação 32×34 (sim pinhão maior que a coroa!).

mas amanhã estou ok e pronto mais algum pedal punk. conheço meu corpo. os audaxes me ensinaram isso!

como sempre, parabéns à organização, nunca tenho do que reclamar. são atenciosos e o audax muito bem planejado. roteiro novo, mas belo, e realmente desafiador…

 

 

Anúncios

14 Respostas para “os meus 300

  1. pôxa ogro… eu tenho a mesma altura de cavalo.. só que tenho 1,80m de altura !! por sinal, essa é a sua envergadura… que merda heim ?! Uma sugestão seria você usar uma mesa de altura regulável, que tal ? dá pra ir ajustando / variando enquanto pedala !!!!

    hAh, na minha bicicleta coloquei compacto na frente e um cassete 11X32 (de allmountain), ficou no limite ! nem precisei trocar o câmbio traseiro, trocadores nem nada !!!

    Se tudo correr bem comigo devo ir como pipoca nos 400Km em agosto… a Cintia vai de desafio….

    Abraços !!!

  2. Ahhhh, a gente já ta pilhado para os 200, mas ainda tem treino … rsrs
    Otimo texto e se cuida hein …

  3. SILVIA N. B. OLIVEIRA

    adorei td menos uma coisa… num participei dessa aventura… 😦

    mas na proxima eu estarei.

    e qto a suas marchas. vc pode tentar trocar 2 pinhoes. q nem eu fiz na minha. e nem precisei trocar nada alem dos pinhoes (28 e 30)

    e qm fez essa magica d dar td certo foi o canna!!! 😀

    boa sorte!

  4. Dá até um constrangimento de ter um corpo menos ferrado e mais para o randonneur do que o seu e não fazer um audax. Peraí, deixa eu me concentrar… Passou!

    Cara, parabéns, é sensacional alguém cunhado para explosão fazer 300 Km de uma vez só. É como o Bolt correr a maratona.

    • é, usain bolt correndo maratona… boa comparação! eu só pensava no carl lewis… hehehehe – vc já viu o mark cavendish em tours? e outros sprinters? eles costumam desistir ou serem cortados já na primeira semana. eu admiro muito o cavendish que conseguiu terminar esse último giro d’italia. ele veio do mundo das pistas. já viu o tamanho das pernas do povo que corre em pistas?

  5. oi, já tem cassettes 12-30 Tiagra e Ultegra. mas me fale, que monto para você, não importa se 9 ou 10 marchas. repito, não adianta ter um monte e nenhuma, abs e bom pedal,

  6. SRAM Apex rules! Pé de vela compact + cassette 10V 11-32. \o/
    http://www.sram.com/sram/road/family/sram-apex

  7. apex é so marketing americano, antes de aparecer montei a mesma configuração com shimano, e como já verificamos, sram ainda tem que melhorar a qualidade. diz a piada: que porque shimano tinha um modelo 600 (precursor do Ultegra)? a resposta era, que porque tiveram que fazer 600 protótipos para conseguir um modelo que servi-se. se shimano demorou tanto para aprender, sram também vai ter que seguir o caminho das pedras. agora, tenho certeza que o aprendizado na época do computador é mais veloz. mas ainda tem que amadurecer. pecam sobre tudo na durabilidade.
    abs,

  8. Certamente vc já conhece as reclinadas, muitos falam que ela tem desempenho melhor pela aerodinâmica, mas para a maioria das pessoas a principal característica dela é o conforto! Principalmente para quem faz longas distâncias (e não tem como aproveitar muito da aerodinâmica devido a quase constante baixas velocidades). Temos um construtor muito bom aqui no Estado (conheço ele pessoalmente, é uma pessoa muito solícita e responsável, mesmo no pós venda), produzindo quadros bem rígidos e bem interessantes (O Nino de Minas brevetou esse ano com a Fox e outro colega com a Bless). A opção de comprar só o quadro/assento/guidão. Dê uma olhada no site dele: http://www.wix.com/solyombikes/solyombikes#!Home/mainPage

    Dê uma olhada no fórum de reclinadas também:
    http://recliforum.forumeiros.com/t754-solyom-bless-26-x-2

    • marcus, eu tenho uma reclinada, e frequento o reclifórum tb. o problema aqui em sp são os brevets extremamente montanhosos. tanto que o pessoal do rio, acostumados a brevetar com as zöhrer, raramente vem pra cá…. aqui reclinadas precisam ser extremamente rígidas e pesarem no máximo uns 10 ou 11kg, senão começa a afetar o desempenho. há um segundo complicador no meu caso: meu treino é pedal urbano, são meus trajetos no trânsito doido de são paulo, muitas vezes andando nos corredores, e tendo que serpentear entre os carros. pra dar um exemplo, há um farol numa avenida que pego todo santo dia, que vou pela direita e aproveito o farol fechado pra ir pro lado esquerdo da pista, pois no quarteirão seguinte eu entro à esquerda. eu não consigo chegar na faixa de pedestres pois carrinhos de cachorro quente obstruem a direita. pela calçada eu passaria dentro de um ponto de ônibus extremamente cheio. eu espero fechar o farol, já cheio de carros, e serpenteio entre eles (e evitando as motos nos corredores) até o outro lado. tentei 3 vezes coma reclinada, impossível. ela é muito longa pra isso. o nino eu conheço, e ele mesmo não quis andar de reclinada por aqui. existem por aqui, são raras, e vistas quase que exclusivamente no meio de passeios noturnos. o problema de eu não conseguir usar a reclinada no trânsito impede que eu desenvolva os “bent muscles”, ou seja, adaptar adequadamente os músculos das pernas à reclinada. nas bikes tradicionais, o uso duma outra speed que eu não usei no audax, e duma touring, no dia a dia, inclusive com peso, me prepara pros audaxes. mas reclinadas estão no horizonte, mais pra frente, tanto trikes (um hp3 em cromo é sonho, para viagens) quanto provavelmente uma que eu faria,que seria uma baby python, com tração dianteira e aro 20 pq sou baixinho. aminha reclinada eu até desmontei….

    • em tempo, a fox 26, tal qual a antiga under-control do zöhrer, são as que hoje me atraem, pelo detalhe USS. pro meu ombro isso seria uma benção!

  9. Realmente, apesar de muitos usarem em pedais urbanos (Klaus, Nino, Artur, Davilson…), eu vive o urbano de São Paulo e entendo que ela perde em agilidade de serpenteador… não sei se hoje com 38anos eu continuaria com a mesma atitude no trânsito dos meus tempos de faculdade (certamente não). Costurava muito, subia e descia por avenidas, etc…

    Mas acho que o pessoal do Rio não vem fazer Audax aqui por ser longe, não acha?

    Por curiosidade, qual é a reclinada que vc tem?

    • marcus, muita gente de sp vai ao rio fazer audaxes, lá no rio a voz corrente é que os audaxes daqui são “pedreira”. de fato o grau de dificuldade é diverso, tanto que um rapaz aqui de sp usou o 400km de lá pra treinar para o 300km daqui. qaqui as estradas são muito boas, tanto que temos poucos problemas para usar speeds, pneus de 23mm e etc. esse excepcionalmente teve muitos furos num trecho onde havia muito vidro. mas são raríssimos os casos de rasgo de pneus. lá no rio os relatos são de condições de estrada muito piores que aqui. fui uma vez ao rio grande do sul, tentar um 600, e não achei as estradas ruins, muito antes pelo contrário. mas não fiz audaxes no rio. seria muito bom se viessem mais reclineiros para cá. havia um reclineiro do rio no audax de campos, o mordaz, do rio. pena que não completou. ele pode fazer um relato do tipo de trajeto que temos aqui. claro, campos tem 2600ms de altimetria acumulada, mas o de holambra tinha 2300, e o de boituva (o mais leve), 2000. esse 300 tinha 3500, o 400 do ano passado mais de 4500. o trajeto do 600 do RS do ano passado eu achei mais leve que o do 600 de sp. mas não sei dizer o quanto. reclinadas brevetando em são paulo seria a melhor propaganda para esse gênero de bikes.

  10. Vamos ver se em breve brevetamos, não vejo nenhum empecilho, pelo contrário, penso que Audax o conforto é fundamentalíssimo. O Solyom está produzindo a Bless que tem uma transmissão muito rígida mesmo em aço comum (a concepção dela é uma treliça espacial), mas ele faz em cromoly se o cliente pedir. Pesa 14kg, mas dá para reduzir com grupos de peças bem mais leves, acho que facilmente se chegue a uns 12kg. Eu encomendei uma para mim depois de mais de 100km de testes e por incrível que parece, ela sobe bem também. Sobre os bentmuscles, não senti nada muito diferente (exceto por estar apoiado num grupo muscular diferente), se vc treina pedalar redondo, pedalar com uma perna só (com taquinho), acho que não se sente tanta diferença assim..

    Bless – http://solyombikes.wix.com/solyombikes#!Home/mainPage

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s