300 e 100, 02/06, dicas!

queridos e queridas, o tempo mudou!

no dia 02/6, teremos tempo ameno com possibilidade de algumas chuvas, durante o desafio 100k e o audax 300k. vamos nos preparar pra isso?

1. bicicleta em ordem: regulada, lubrificada, pneus em bom estado. essencial. pneus calibrados de acordo com o indicado na lateral do pneu. se diz “40 to 65 psi” você deve calibrar esse pneu entre 40 e 65 libras. quanto mais pressão, mais leve fica o rodar, e mais dura fica a bicicleta. eu ando sempre no máximo permitido pelo pneu (eu sou pesado). não calibre acima.

2. itens obrigatórios sem os quais não larga: capacete, colete refletivo, pisca vermelho traseiro (nada de knog, que é invisível na estrada e não é permitido) e farol dianteiro. pra quem vai fazer o 300k, recomendação de ter um bom farol cujas baterias durem (ou leve pilhas extras) pelo menos 12 horas!

3. kit básico de consertos: 3 câmaras, espátulas, bomba de ar, mini-kit de ferramenta. prefiro a bomba aos cartuchos de c02 pois a gente pode ter vários furos. e como faz quando os cartuchos acabarem? leve junto a sua capacidade de trocar a câmara sozinho/a no meio da estrada. não precisa levar câmbios e pedivela de reserva….

4. óculos! nas descidas o vento não faz você chorar, nada que esteja voando entrará no seu olho, se usa lente de contato fica mais difícil ressecar. leve óculos com lentes adequadas: se estiver com sol lentes escuras ajudam. se estiver nublado e à noite, lente branca é necessária. se for pra escolher uma única opção, lente branca que tenha proteção UV. aqueles óculos EPI possuem isso (alguns) e são leves e baratos. são uma opção (eu sempre levo, tenho vários em estoque aqui).

5. meias! você precisa de meias adequadas ao calçado, seja tênis ou sapatilha. evite meias de algodão, pois se molharem, vão gelar seus pés. meias de material sintético não fazem isso. se gosta das meias grossas e não abre mão das meias de algodão, vista meias sintéticas por dentro, manterão seus pés mais secos.

6. bermuda: i ideal é a bermudinha de ciclismo. sem nada por baixo a não ser chamois ou a velha vaselina sólida. se você pertence à espécie humana, é bem provável que tenha assaduras pedalando 100 k ou mais usando outras coisas. não consegue ficar sem a cuequinha ou a calcinha? está aí uma oportunidade pra tentar. ou pra tentar usar a bermudinha de ciclismo com roupa de baixo – vai ficar com assaduras no exato formado das costuras e limites da roupa de baixo – e nada de ficar lembrando de mim depois cada vez que snetir dor lá nos países baixos!

claro, só vale se você for humano. agora, se você veio lá duma dimensão paralela, do mundo das lendas, essa regra não vale pra você.

7. blusa: mesmo se estiver nevando, você vai suar. nada de camiseta de algodão sobre a pele. essa demora a evaporar o suor e é ótima para, em caso de estar molhada, lhe dar a experiência de uma hipotermia…. use uma blusa de material sintético. ou a blusa de ciclista, ou qualquer outra. vale até camisa de time de futebol.

8. frio! chuva! podemos pegar isso? sim. mas pense, estar quente é mais importante que estar seco. nada de moleton de algodão. se tem muito frio nas pernas, use uma calça de ciclismo, ou a bermuda com pernitos. se tem muito frio em cima, use um corta-vento ou equivalente em cima da blusa sintética. lembre que você estará pedalando, e depois de meia hora seu ropo vai começar a esquentar, esquentar….então não calcule o agasalho de acordo com a sensação que tem quando se está quieto/quieta num canto. se fizer isso, em meia hora tirará o agasalho e fará o quê com ele?

aí o segundo detalhe: tem que pensar o agasalho também sob a [otica de saber o que fazer com ele quando retirar. se for bem compacto, coloque num bolso da blusa de ciclismo. um pouco menso, amarre na cintura. mas aquela parka linda de velejar deve ser deixada no hotel.

9. não esqueça da comida pra comer nos intervalos entre os PCs. vale sachê de gel de carboidrato reduzido (ou seja, meio digerido) para aquele momento em que você já não consegue falar e está vendo em túnel…. vale barrinha de cereal (nada light, você precisa de energia!), e claro, as minhas preferidas, paçoca de amendoim! tem bastante açúcar, sal (você estará perdendo muito sal pelo suor) e calorias! e bananas! lachinhos nos PCs!

10: líquidos: água, gatorade (não vai ser no audax que você formará pedras no rim, eu garanto). uma coca-cola também ajuda: ok, ela tem açúcar pra dedéu, ccafeína, e sobretudo sódio… mas peraí, não é isso que você está precisando por estar consumindo até 700 calorias por hora de pedalada? sim! coca-cola, preferencialmente sem gás, já salvo muito ciclista que que estava quase se dissolvendo ali no asfalto… mas lembre, é como gatorade: só vale tomar nos brevets. no dia a dia, é uma bomba!

11. e onde você carrega tudo isso? simples, na bolsa de selim, nos bolsos da camisa de ciclismo, e nas caramanholas! otimize tudo para não ter que levar imensos alfojes.

12. use um relógio. tá certo que o ciclo-computador também lhe indica horas. mas como faz se ele der pau? ou, como aconteceu com o daniel santini, numa descida longa e rápida, passou num buraco e o ciclo-computador voou pra longe da estrada, no mato, num barranco, e deve estar lá até hoje? relógio + planilha + placas da estrada permitem uma navegação extremamente precisa para quem sabe usar.

é isso. não esqueça nada disso, muito menos o termo de responsabilidade impresso e assinado. celular, carteira e o passaporte do evento você levará dentro dum saco plástico. celular desligado, aliás. leve as planilhas e o mapa também.

e o último conselho: siga todas as regras, não use carro de apoio no meio do caminho, só use apoio da organização ou de outros participantes, e faça tudo o que o sr. richard dunner mandar. tudinho!

em especial para as meninas, leiam isso!

até lá!

Anúncios

3 Respostas para “300 e 100, 02/06, dicas!

  1. Opa !!! E eu acrescentaria mais uma dica: fita anti-furo !!! É o bicho pra realmente não deixar furar o pneu… hah… e no kit de reparo/remendo, não custa nada reforçar que é legal levar um pedaço de manchão e também uma pinça…)

    Excelente texto !!! ótimo !!!

  2. Para speed, gosto de levar uns 2 cartuchos de CO2 e uma mini-bomba. Assim dá para encher rapidinho e sem esforço. Considero a bomba essencial por dois motivos: 1 – No caso do azar de o pneu furar mais de 2x. e 2 – Localizar o furo na câmara, e facilitar a procura da causa do furo no pneu. OBS: Se vc encher com CO2, no primeiro PC em que houver bomba de pé disponível é bom esvaziar o pneu e encher com ar, o CO2 tem a estranha mania de escapar… (Li em algum lugar que escapa pelos poros da câmara, não sei se é isso mesmo, mas que escapa por algum lugar, isso escapa).

  3. Sei que o post já está meio velho, mas achei interessante escrever aqui. Outro dia estava atentando para a quantidade de sódio de alguns alimentos e bebidas, para minha surpresa, a coca-cola tem apenas 10mg de sódio por 200ml. O Gatorade, como base de comparação, tem 92mg por 200ml, quase 10x mais! Outro alimento comum, um bombom Sonho de Valsa, tem 36mg de sódio (o mesmo que 2 latas de coca-cola!). Sendo assim, durante o Audax, não devemos considerar a coca-cola uma fonte significativa de sódio, mas apenas de energia 85Kcal/copo. Abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s