100 km

este post é para todas as meninas que terminaram a rota márcia prado nesse ano de 2011.

não importa a idade, é para todas as guerreiras, mais novas ou mais velhas, solteiras, casadas, separadas, viúvas. e nada disso importa, o que importa é que são guerreiras.

mulheres fortes que saíram da estação vila olímpia e pedalaram até o fim da ciclovia, e então encararam as ladeiras fortíssimas do grajaú, o asfalto entre as balsas e o barro, lamacento, pedregoso, após a segunda balsa, para então pedalar no asfalto da rod. dos imigrantes, até a entrada da estrada de manutenção, belíssima, perigosa, escorregadia, com descidas e subidas íngremes.

e então a passagem pelas ruas lamacentas da comunidade em cubatão, pelo centro em cubatão, até santos, a praia! pedalaram no asfalto de estradas, de avenidas, de ruas, ciclovias e lamaçais. portanto, são tão capazes quanto qualquer ciclista.

sim, ciclistas, essas mulheres são ciclistas, enfrentando a chuva, o cansaço, a fome e a sede, e chegando ao final felizes, com sorrisos imensos em seus belos rostos. toda ciclista é linda.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s