um dia de sol, sem carros

escrevo à tarde, sem saber o que a noite nos reserva nesse 22 de setembro, dia mundial sem carro.

não existe almoço grátis, mas café da manhã tem!

pela manhã, a associação ciclocidade ofereceu a qualquer ciclista que aparecesse ali na avenida paulista, gratuitamente, café da manhã. mimo, né?

jéssica maria, comendo seu lanchinho

depois foi a vez do secretário estadual do meio ambiente pedalar com a turma, da praça do ciclista até a secretaria do meio ambiente. o secretário pedalou, com gente do seu staff, funcionários da secretaria e correligionários. eu, mig e rene, representando bike-anjos e ciclocidade, fomos junto. o trajeto por ruas tranquilas foi elaborado pelo mig. extremamente sossegado…. os funcionários da secretaria pedalando bem – vão de bicicleta ao trabalho – e os correligionários penando. como disse uma senhora, fazia 20 anos que ela não subida numa bicicleta…

o secretário, de capacete azul e mochilinha, conversando com o executivo bossa-nova, sr. rene josé.

um carro d’o estado de são paulo acompanhando tudo e fotografando o tempo todo.  alguém de bicicleta e uma câmera no capacete…. pois é. o DMSC ganha peso, e portanto começa a virar evento, inevitável.

o secretário vendo o bicicletário anêmico.... lotado de bikes. precisa de ampliação e cobertura.

mas depois de servir de bike-anjo pro secretário, vermos o pobre bicicletário da secretaria do meio ambiente – uma vergonha, uns paraciclos em U invertido em área descoberta e desprotegida, sem o devido suporte aos funcionários que vão justamente trabalhar de bicicleta! descaso inadmissível num órgão do governo dedicado à preservação ambiental – depois disso, voltamos, mig pra outro canto, eu e rene pra vaga viva numa travessa da avenida paulista.

daí deu pra dar uma pedaladinha, subir a bela cintra pedalando em pé, na coroa grande… eu estava de speed…. hehe

a alegria de quem chega à vaga viva, mesmo que no reboque da bicicleta

e chegamos à maravilhosa vaga viva. que tal pegar uma vaga de carro e fazer algo melhor nela, como tomar sol numa espreguiçadeira, pintar, deitar… espaço público, não é? pq deve ser privatizado por um dono de carro? se pagarmos o bilhetinho da zona azul, não temos o mesmo direito de ocupar o espaço? temos, claro que temos.

moças bonitas conversando na vaga viva

muita gente bonita na vaga viva. pois quem é dom bem é sempre bonito, quem apenas quer uma cidade decente pra se viver é do bem, é bonito, é até sexy.

mas claro, nem tudo é lindo. em frente à vaga viva, do outro lado da rua, um taxista abre a porta do carro inadvertidamente e derruba um ciclista que ali passava. e ainda achou ruim… o cara erra e ainda é agressivo!

motorista nervosinho, no fundo é todo estouradinho...

ê-lalá… motoristas andam tão agressivos… deve ser o ar  ruim dentro dos carros, o ar ruim que respiram. o cidadão muito tempo sentado dentro do carro, o intestito não funciona bem, fica enfezado….

dudu, em momento green

bom, pra quem for esperto e estiver livre, hoje tem bicicletada especial. sabe onde? praça do ciclista, ali no finzinho da mais paulista das avenidas de são paulo, a partir das 18 horas. apareça lá. lá pelas 20 horas o povo sai.

tire a bicicleta do armário, coloque-a pra rodar. vá lá. é um festival de luzes, de brilhos, de olhos brilhantes, de gente que vê a cidade de outra forma. vá lá, é legal.

a cidade, mesmo tão grande, suja e barulhenta pode ser uma cidade legal. saia do caixote, tire a cabeça do caixote. pegue uma bicicleta e tenha uma real leitura de mundo, coloque um pouco de diversão no meio das pernas – sem terminar em processo de pensão alimentícia!

já se achou aí no meio?

diga não às drogas, deixe seu carro em casa. o importante é ser feliz, e a gente é sempre mais feliz pilotando uma bicicleta. afinal, não tem IPVA, seguro obrigatório, licenciamento, mensalidade, entrada, financiamento, preço do estacionamento…. menos contas, mais sorrisos no rosto.

vá pedalar!

 

 

 

Anúncios

3 Respostas para “um dia de sol, sem carros

  1. Ainda não, estou aprendendo a pedalar. Mas ano que vem espero com certeza me achar!!!!

  2. Parabéns

  3. Dia Mundial Sem Carro é o Natal de quem pedala.

    (inclusive porque, parafraseando o negão aristocrata e.e.cummings: “é tanto do dar quanto do guardar a dádiva”).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s