pq vc não deve viajar pela itapemirim

cicloturista brasileiro sofre. um dos gargalos pra expansão do cicloturismo no brasil é o embarque das bicicletas em ônibus intermunicipais e interestaduais.

há um projeto de lei, cujo relator é o deputado carlos zarattini, que está meio paradão no congresso. não anda. até ser aprovado, estamos ainda sob os abusos de algumas empresas de ônibus.

uma delas é a viação itapemirim. eles cobram à parte o transporte da bike. ora, dizem as regras da ANTT que o passageiro pode carregar até um metro cúbico de bagagem pesando até 30 kg. gente, é coisa pra dedéu.

com isso, vc leva sua bicicleta e mais algumas malas.

pois bem, essa indigitada empresa orienta seus funcionários a cobrarem pelo menos 20 reais de taxa de embarque da bicicleta. é, se vc está com uma mala de 5 kg e uma bike, prepare-se para a cobrança, mesmo não usando toda a sua cota….

ora, em outras empresas, no máximo pede-se que se embale a bike. eu faço isso. uso um volumoso mala-bike da curtlo (qdo sobrar uma grana compro o da arara-una ou faço eu mesmo um), que vai dobrando enrolado em cima do alforje até algum local onde eu me hospede. fica por lá até eu voltar.

mas a técnica é sempre a mesma: ir com a bike montada até a porta do ônibus e desmontá-la ali, em menos de 5 minutos. dentro do mala-bike, é mais uma mala. certo? não para a itapemirim….

então, cicloturista, nem perca tempo com essa empresa. nem cogite comprar sua passagem com eles. não é uma questão de boicote, mas é pra evitar dor de cabeça mesmo. essa empresa não o quer como cliente. não o quer enquanto cicloturista, portanto não o quererá tb no dia em que não estiver com a bicicleta. veja, no link aqui, o que eles fizeram com um senhor que carregava, pasmem, um computador! (obrgado, bencz, pelo link)

não viaje pela itapemirim, eles não são amigos da bicicleta.

Anúncios

4 Respostas para “pq vc não deve viajar pela itapemirim

  1. En buena hora esse post Odir!…. vou amanha p curitiba e pensando qual empresa pegar o busao: eu, a magrela, mochila e alforjes. Itapemirim descartada, sobrou a Cometa.
    Geralmente faço Floripa>SP com a catarinense e além de uma taxa sem nenhuma especificação (entre R$5 e 10) tenho de aguentar caras feias e falta de cuidado com a bici. Ou seja, vc é tratado como se estivesse fazendo algo errado, a empresa como se estivesse fazendo um favor, e ainda te cobram… é incrível.
    Um mala bike é uma forma de azeitar a relação com a empresa, mas na prática basta ter um pouco de cuidado que a bici vai junto com as malas sem nenhum problema.
    Em viagem pelo Uruguai por duas vezes nao me cobraram nada pelas bicis, nenhuma cara feia ou comentário irritado, e os funcionarios das empresas deram a maior força mesmo em bagageiro superlotado.

    Abs!
    ps.: te conheci na rota mp, eu estava com o dudu de floripa. Parabens pelo blog e relato!

  2. Bom saber disso, que a Itapemirim implica com o que a gente leva.
    Vou viajar de São Geraldo mesmo, até hoje não implicaram comigo por levar a bike, mas ainda não arrisquei leva-la fora do mala bike, pra evitar esse tipo de cobrança absurda.

  3. Vou revisar meu comentário anterior, fui viajar levando minha bici pela viação São Geraldo/Gontijo, e me foi cobrada uma taxa cujo valor chegou a pouco mais de 1/3 do valor da passagem.
    Foram R$20,00 de taxa e R$59,78 de passagem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s