pára-lamas em speeds

uma giant com pára-lamas sks

esse post é pra dar arrepio em speedeiro brazuca. uma vez comentei com uns speedeiros que sentia falta de uns pára-lamas na minha speed, pros dias de chuva. me olharam mais feio do que se eu tivesse revelado ter alguma perversão sexual muuuuito exótica…

aqui no brasil existe uma divisão muito grande entre quem vê a bike como veículo e quem vê como objeto de esporte. no fundo é o reflexo da nossa divisão de classes arcaica entre escravos e senhores de engenho. bicicleta “de peão” tem pára-lamas, e bagageiro, a do “patrão” mal tem uma bolsa de selim, pq tem carro de apoio…. (que, salvo numa competição, deveria ser chamado de carro-babá, carro-mucamo…)

mas ” lá fora”, a coisa não é bem assim. aqui babamos pelas colnagos, pinarellos, treks, e etc. algumas marcas americanas e muitas européias povoam nossos sonhos. e quem tem acesso tira essas bikes de casa uma ou duas vezes por semana, num pedal mais longo, se não estiver chovendo. durante a semana, o negócio é rolo.

mas lá fora as pessoas pedalam. simplesmente pedalam. existe o pedalar do commuting, do ir ao trabalho, à suas atividades cotidianas, e o pedalar esportivo, dos clubes de ciclismo (antes existia até a club bike, típica dos dos membros endinheirados dos clubes de ciclismo de 90 anos atrás).

se levarmos em conta as condições atmosféricas do reino unido,por exemplo, recusar-se a pedalar em tempo úmido ou chuvoso pode restringir a atividade a poucos dias por ano.

então, não se estranha que historicamente bicicletas esportivas européias viessem de fábrica com pára-lamas. simples, chovia sempre, e pra pedalar-se na chuva, pára-lamas são essenciais.

claro, nas competições as bicicletas não têm pára-lamas. mas no treinar no dia a dia, sim. nos audaxes, sim. por uma questão de praticidade. é como um carro esportivo: quem quer andar de porsche todo santo dia tem que ter um modelo que não seja exclusivo de competição, com os equipamentos que permitam seu veloz mas cotidiano uso.

quanto às speeds, o mesmo acontece. modelos mais básicos de algumas speeds possuem locais para aparafusar bagageiros e pára-lamas (como a trek 1.0). pois se destinam a um usuário que usa a bicicleta todo dia, de modo esportivo, mas no uso diário, inserido nas suas atividades. ou seja, trata-se de alguém com uma alta qualidade de vida (ter que pegar um SUV, amarrar a bike e ir um local específico para pedalá-la é um stress danado….).

mas passemos aos pára-lamas. ao contrário do que se pode pensar, qq speed pode ganhar pára-lamas. desde que sejam os modelos especiais, como os da crud e da sks.

a sks tem um modelo que se prente às canelas do garfo e do triângulo traseiro. protege a partir daí, não passando por debaixo dos freios. é o raceblade, utilizável para pneus de 18 a 23mms.

 

sks raceblade

 

os pára-lamas da sks, empresa alemã, são de alta qualidade. tenho numa bicicleta, uma aro 16 que usa pneus de 2 polegadas, e não tenho do que reclamar.

já a crud fez um modelo, roadracer, agora na sua segunda versão, mais abrangente. me impressionam as opiniões na net e as diversas fotos que acho. cobre bem a roda, de lado a lado, passando por debaixo dos freios, protegendo muito bem o quadro, na altura do movimento central, de toda a sujeita. também são compridos, evitando os respingos em quem vem atrás.

são tidos como os mais justos pára-lamas: virtualmente colados nas rodas. tanto que é preciso prestar atenção na bike par apercebê-los.

preste atenção nos pára-lamas!

os dois modelos acima são feitos para quadros de bicicleta sem encaixe para pára-lamas, e usando freios típicos de estradeiras. ou seja, servem quem qualquer speed disponível no mercado. só é um apena que não os achemos por aqui, mas apenas possamos comprá-los por sites estrageiros.

Anúncios

4 Respostas para “pára-lamas em speeds

  1. Planet Bike também é boa opção. Tenho esses paralamas na híbrida, e com vontade de colocar esses na speed:

    http://www.bikewagon.com/Bike-Accessories/Bike-Racks-Fenders/Clip-On-Fenders/Planet-Bike-Speedez-700c-p7545064.html

  2. quem anda todo dia sabe que o problema não é a chuva, não é o que vem de cima, mas o que vem de baixo. quem já passou por vazamentos de esgoto aqui em sampa (mais comum que se imagina) sabe da importãncia de um bom paralamas

  3. tascar um barra forte na velha ten 10 nem pensar né rsrsr

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s