specialized allez, em aço!

em preto. alavancas no quadro!

eu não escondo minha predileção por bicicletas com quadros de aço. como muitos dizem, estes possuem “alma”. já tive e ainda tenho bicicletas em alumínio, mas esse material não trabalha bem para absorver os impactos da buraqueira do asfalto brasileiro.

a gracinha aí de cima é um modelo 2010. sim, em aço cromo-molibdênio, tubulação reynolds 520. chama a atenção tambémpelo fato de ter caixa de direção tamanho standard, de 1 polegada, contrariando o padrão atual de caixas oversized. e também pela escolha das alavancas de quadro como sistema de trocas de marcha. o quadro também possui olhais atrás para bagageiro, e também no garfo. apenas um par de olhais perto do eixo da roda traseira, o que implica em prender eventual bagageiro e haste de pára-lamas traseiro no mesmo parafuso de cada lado.

o sistema de troca de marchas no quadro por alavancas é o mais confiável já produzido, virtualmente indestrutível e à prova de falhas. não tem a agilidade na troca de marchas que um sistema integrado possui, mas também gera manutenção virtualmente zero.

é equipada com peças básicas mas confiáveis. grupo shimano 2300, o mais básico para bicicletas de estrada desta marca (e nem por isso menos confiável, se os grupos mais básicos de mtb da shimano são quase lixo, os mais básicos das bicicletas de estrada chegam a ser usados em competições por iniciantes).

tá aí uma belíssima bicicleta de entrada pra quem quer fazer audaxes. o quadro, de boa qualidade, suporta bons up-grades pra quem quiser. e o preço é extremamente atrante: cerca de 600 dólares. mas pra quem mora nos e.u.a., pq no site brasileiro da specialized é óbvio que essa bike não está disponível.  pois parece que no mercado brasileiro, só há dois tipos de consumidores: o que compra bicicleta em supermercado a 300 reais, e o que só adquire bicicletas de mais 3.000 reais pois é competidor pro ou amador avançado. é como se tivéssemos acesso apenas a carros populares e a modelos superesportivos de luxo.

quer mais infos? aqui.

em vermelho! papai noel, meu tamanho é 52, prefiro a preta.

Anúncios

11 Respostas para “specialized allez, em aço!

  1. Poxa, achei fosse só eu que ainda gostaria de ver o aço retornar como material preferencial para as bicis. Mas, é a “moda”, não é?

    gostei muito do posta da quela Bruce Gordon também.

    abraços

    • que nada, tulio. moda pode ser pra gente, que tem gosto colonizado. lá fora nunca saíram de moda, pq possuem mercado cativo. é obrigação dos fabricantes lá oferecer pelo menos um modelo, pois os modelos de competição de ponta vendem pouco, e essas bicicletas são aquelas que vendem mais, pois são usadas por quem pedala todo dia para ir ao trabalho, estudo, compras, diversão… aqui que o cidadão usa carro pra transporte e bicicleta apenas pra lazer que vigoram os extremos: ou bicicleta muito barata de aço carbono, ou muito cara de fibra de carbono…

  2. …estou para postar a histópria da minha C12, dentro de alguns dias. Aguardem!!
    Abraços

  3. bela bike ,,, e vou esperar sobre o/a C12 que não faço a mínima idéia do que seja….
    eu to com vcs quanto ao aço Cr-Mo para bicicletas…

  4. Esse gurpo shimano 2300 substituiu o 2200, e falando do 2200 – Um cambio traseiro deste grupo equipou duas MTBs por mais de 5 anos, e foi trocado não pelo desgaste (tinha uma ligeira folga) mas porque empenou em um acidente sofrido no principio de 2013.

  5. Olá

    Tem uma dessas na cor vermelha tamanho 52 “encalhada” numa loja na cidade onde moro.
    Estou tentando juntar 3 mil para desencalhar essa belezura, principalmente depois de ler o teu post e saber que é uma boa opção de entrada para quem deseja se aventurar no primeiro audax. Voltei a pedalar a 5 meses depois de uma longa pausa de 20 anos. Acho que em 2015 estarei pronto para o audax 200.

    Abs

    • olá! sim, elas são mais pesadas, mas mas confortáveis. eu já fiz audax de alumínio, cromo e titânio, titânio e cromo tão em pé de igualdade no conforto, o alumínio está abaixo.

      • Olá

        Não resisti, comprei a bicicleta (vermelha, tamanho 52). Muito feliz com a aquisição.
        Mas há algo eu que gostaria de mudar: o avanço. Acho que um avanço convencional (quill stem) ficaria melhor nessa bike. No entanto, o guidão é de 31,8 mm. Você acha que consigo um avanço tipo “quill” com essa medida?

        Obrigado

  6. Pode me ajudar numa dúvida?

    De acordo com a geometria do quadro no site do fabricante, o tamanho 52 (único disponível na loja), tem a medida de 540 mm de seat tube e 767 mm de stand-over height.

    Minhas medidas são: altura 1,67 m, cavalo 76,5 cm.

    É grande pra mim? Devo esquece-la?

    Obg

    • olha, se sua bicicleta já usa sistema aheadset, melhor manter. mesas do tipo “quill stem” são mais problemáticas. e se sua bike é ahead, é bem provável que seu garfo seja over, e portanto não dá pra encaixar uma mesa dessas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s