um grupo para audaxes!

cassete 11-32, na estrada!

quem já fez longos audaxes sabe que a questão das marchas pra looooonga distância é algo que pode definir se vc completa a prova ou não.  enquanto pras corridinhas curtas, abaixo de 150 kms, aqui no brasil o povo se dá ao luxo de usar cassete 11-21 ou 11-23 e se acha o máximo, quando vc vai brincar acima dos 300 kms e a altimetria acumulada ultrapassa 4.000 metros, vc sonha com marchas mais curtas.

é comum vermos audaxiosos usando cassetes 11 ou 12-28, com pedivelas 53-39 ou mesmo compactos 50-34. eu tenho usado um cassete customizado de 8v., 11-28, com pedivela 53-39. mas sofri no final, na última vez.

há quem prefira o pedivela triplo, o que também é uma outra opção. cá entre nós, a partir de 200 kms, vc passa a achar que descida é pra descansar as pernas, e após 400 kms, um morreba de menos de 3% de inclinação vira um aconcágua. se vc não empastou os países baixos com vaselina suas virilhas estarão em carne viva após 28 horas acordado e 26 horas pedalando. nessa hora, neguim perde a frescura e usa até o batom da esposa pra ressecar menos os lábios que tão até sangrando.

então, pra quem faz ultra-longa distância, as regras são outras. vale usar câmbio traseiro de mtb em speed, vale usar pedal e sapatilha de MTB que fica mais confortável pra andar nos PCs, vale botar bagageiro nas speeds (eu vejo os olhais pra bagageiros em speeds gringas como vantagem, não como defeito, pois quem não pedala com carro-babá precisa levar muita coisa).

aqui no brasil, onde o ciclismo randonneur cresce a olhos vistos mas ainda é muito desconhecido, tem speedeiro que torce o olho quando vê uma bicicleta preparada pra ultra longa distância. mas lá fora, onde esse tipo de evento é comum, e também pode-se ter uma montanha de 5.000 metros no fundo do quintal, não há esse preconceito todo.

tanto que a sram tem um grupo pra quem quer subir muito sem ter que usar pedivela triplo. o grupo apex suporta cassete 11-32. e as opções de pedivela são 53-39, 50-34 e 48-34, com opções de comprimento de 165 a 180mm.

então, quando for montar aquela bike pra pedalar durante 30 horas ou mais, lembre de marchas mais curtas. se não for esse grupo aí em cima, lembre que na linha shimano, todos os câmbios traseiros são compatíveis com todos os trocadores, respeitado o número de marchas (trocador 9v com cassete 9v, p. ex.). se não quiser investir num pedivela triplo (o que implica também num outro câmbio dianteiro e eventualmente um trocador diferente, ou seja, muito mais custo), não tenha dó, pegue aquele câmbio da sua mountain bike e também o cassete, e coloque na sua speed.

pois é sempre uma alegria quando, às 3:30 da manhã, numa madrugada gelada, naquela subidinha de 3 kms, vc percebe que tem uma marcha mais curta a mais, e não vai precisar pedalar em pé. pode ser a diferença entre desistir ali, ou continuar até o fim.

Anúncios

7 Respostas para “um grupo para audaxes!

  1. Opa, vamos ver como o meu grupo se sai no próximo Audax…. cassete 11-26, com coroa tripla 52-42-30.

  2. será que consigo com o meu? 11-32 atrás e 28-38-48 na frente

  3. Pingback: graeme obree e o q-factor | as bicicletas

  4. Pingback: brevets, pavés e são paulo | as bicicletas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s