bicicleta, uma questão de vida ou morte

ontem havia um debate na câmara municipal por conta da apresentação do plano de mobilidade elaborado por tc urbes e nossa são paulo.

pediu a palavra num dado momento o prof. horácio figueira, alertando para a atuação no limite da capacidade da linha vermelha do metrô de são paulo.

hoje, o caos.  notícias desencontradas de um lado dizem sobre problemas técnicos, de outro alguns políticos falam em sabotagem pré-eleitoral.  eu particularmente acredito na primeira hipótese.

foto do site uol. passageiros caminhando ao lado da linha.

tenho conversado com metroviários. há notícias que vêm de todos os lados. quem pega a linha vermelha sabre da superlotação no horário de pico – pois o governo e a prefeitura não construíram linhas laterais como deveriam ter feito há anos. sobra dinheiro pra viadutos e ampliações de avenidas, mas a construção do metrô caminha a passos lentos.

com vagões super-lotad0s, basta um ou dois minutos com a ventilação desligada para que as pessoas passem mal. hoje, por algum motivo, desligou-se a rede, desligou-se a ventilação, as pessoas em pânico deram um jeito de sair dos vagões e caminharam pela linha.

particularmente, espero que o receio do prof. horácio figueira nunca se realize. que nunca chegue a morrer alguém por conta da super-lotação.

mas, no meio do caos um detalhe um tanto lírico. pessoas nervosas saindo da estação brás, super-lotada, fazendo filas imensas para pegar ônibus, andando pelas ruas. ao mesmo tempo, o coleguinha de hospício ciclístico, m. shimabukuro filho, passou com sua bicicleta, sem alterar o ritmo normal de pedalada, sem ser apertado por outras pessoas, e sem entender o que estava acontecendo.

mario apenas pedalou sua bike, com tranqüilidade até o trabalho, e então viu as notícias. a cidade de são paulo é muito diferente para quem anda de bicicleta. o caos fica fora das nossas vidas.

Anúncios

Uma resposta para “bicicleta, uma questão de vida ou morte

  1. Acho que só vou perceber que o mundo acabou, quando chegue em casa, guarde a bike, tome um banho e ligue o micro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s